Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

27 de Outubro, 2016
Nós, APF de Luanda, congratulamo-nos com os clubes de Luanda, pela realização deste torneio (Independência). O objectivo é que os atletas não tenham um defeso prolongado, consideramos um feito muito oportuno. Acredito, que esse torneio surgiu num momento certo, para a província de Luanda.
VICTOR GARCÊS, secretário-geral da APFL

É importante que o Yanick Moreira mantenha os índices motivacionais, para encarar outros desafios, e num futuro próximo tentar novamente o ingresso na NBA. Infelizmente, é uma situação que entristece os angolanos, de uma maneira geral, em particular os amantes do basquetebol.
HERLÂNDER COIMBRA , comentarista desportivo.

André Silva, és o ‘somos Porto’. E , demonstrá-lo não só dentro de campo, como aqui, quando pedes conquistas não só para o futebol, como para as restantes modalidades. O futebolista do ano, Danilo, dentro de campo é o motor do ‘somos Porto’. Ao atleta do ano, Rui Vinhas, a tremer de força, enorme alma que me emocionou durante a Volta a Portugal.
PINTO DA COSTA, presidente de direcção do FC Porto.

academia. Agora, é questão de subir a intensidade e começar a jogar de novo. A fase difícil aconteceu de Roma a Wimbledon, quando notei que alguma coisa estava errada no meu joelho.
ROGER FEDERER, tenista profissional.


A PERGUNTA DO DIA
O Petro de Luanda fica mais fragilizado sem a presença de Emanuel Quezada na sua equipa de basquetebol?

Toda e qualquer equipa fica fragilizada quando perde uma peça fundamental. O base norte-americano Emanuel Guezada é o melhor atleta do Petro de Luanda, vai fazer muita falta à equipa. Os petrolíferos vão ter de achar alternativas para colmatar a falta.Evaristo Pongolola, estudante.

Costuma-se dizer que ninguém é insubstituível. Quando sai um atleta, entra sempre outro, em sua substituição. O Emanuel Guezada faz sim falta à formação do Petro de Luanda, porque destacou-se no plantel com bons resultados.Egas Fortunato, assistente comercial.

De certa forma a saída do jogador causa baixa à equipa petrolífera. Feliz ou infelizmente, o clube petrolífero no geral está a sofrer baixas, com a saída de grande parte dos seus atletas. Isso, acontece também noutras modalidades, como o andebol. Há que achar um meio de sobreviver. Renato Nunes, auxiliar de escritório.

Últimas Opinies

  • 20 de Julho, 2019

    Acesso ao Qatar

    Apesar da qualificação inédita numa fase final de um Mundial de Futebol, algo que ocorreu curiosamente em 2006, edição organizada pela Alemanha, a Selecção Nacional.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    O honroso sexto lugar do nosso hquei em patins

    A recente participação de Angola no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, que decorreu em Barcelona, Espanha, e que o nosso país se classificou em sexto lugar.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso período pré competitivo, nesta segunda quinzena de Julho, já queria ir para uma paragem, onde tivesse campos e equipas para realizarmos jogos.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Final interessante

    Um mês depois de fortes emoções vividas nos estádios e em outros espaços fora e longe dos centros de disputa,  vamos ter,  finalmente,  amanhã dia 19, o cair do pano da XXXII edição do Campeonato Africano das Nações de futebol, organizado pelo Egipto.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    A dvida de Akw

    O dia 8 de Outubro de 2005, ficará para sempre gravado na história do desporto angolano e do futebol em particular.

    Ler mais »

Ver todas »