Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

30 de Outubro, 2016
Dizer não só à nação agostina mas ao povo angolano, que estivemos todo o tempo à frente da classificação e chegamos ao fim com esta grande vitótria. Quero dedicar este título ao Presidente da República, na qualidade de Comandante em Chefe, dar os parabéns a todos os jogadores, equipa técnica, dirigentes e todos os adeptos e simpatizantes do 1º de Agosto. Quero dizer que não há vitórias sem preparação nem sem trabalho.
Carlos Hendrick, presidente do 1º de Agosto

Equipa está de parabéns, foram muitos anos de batalha. Hoje só quero falar do título, o futuro só Deus sabe. Agora só queremos festejar este grande momento e nada mais, o resto pode esperar
Ary Papel, jogador do 1º de Agosto

Ficou patente nesta edição do campeonato de futebol adaptado que há serviço árduo que os técnicos nacionais têm feito para a manutenção da competitividade desta especialidade a nível nacional.
Leonel da Rocha Pinto , presidente do Comité Paralímpico

Temos de manter a liderança no futebol português. Conheço as vossas ambições, que são as minhas. Conheço o que querem para hoje e para o futuro. Optaram por uma solução de continuidade. Votaram em todos os valores que nos trouxeram até aqui.
Luís Filipe Vieira, presidente reeleito do Sport Lisboa e Benfica


A PERGUNTA DO DIA
O equipa do 1º de Agosto está em condições de revalidar o título africano de Andebol em seniores femininos?

É uma equipa forte que tem mostrado um bom desempenho. Conseguiu alguns títulos e do mesmo modo podem repetir a proeza. O nosso andebol já deu mostras de que está em bom tempo e isso ficou patenteado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro onde a Selecção chegou a atingir os quartos-de-final pela primeira vez. Ribas de Rosas, ardina

Acredito que pode revalidar o título, e desta vez será mais fácil já que não terá o Petro de Luanda, seu maior adversário nesta prova. As outras equipas em competição não se igualam ao 1º de Agosto. São de nível inferior embora as equipas do Quénia, Congo Democrático e outras que vão estar em competição querem mudar as coisas. Yuri Cardoso, ardina

Angola sempre esteve na liderança desta competição. O 1º de Agosto divide o mérito com as petrolíferas que até tem mais títulos. Acredito que as agostinas não entregarão o título para mãos alheias. Elas tudo farão para repetir este feito, que nos deixa simplesmente orgulhosos. Miguel João, funcionário privado

Últimas Opinies

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Os estreantes e o ritual de integrao

    Igor Vetokele regressa aos Palancas Negras, depois de muito tempo.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Eu já vi três vezes o jogo, muito sinceramente deu para ver alguma coisa na atitude e reacção de certos jogadores.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Operao Botswana

    A Selecção Nacional de futebol em honras concentra-se amanhã, a noite, tendo em vista a derradeira jornada do Grupo I da campanha para o Campeonato Africanos das Nações deste ano, a decorrer entre 21 de Junho e 19 de Julho no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »