Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

19 de Novembro, 2016
Gostei deste primeiro ano, sobretudo pela cultura futebolística, porque conhecia jogadores africanos e não atletas angolanos no geral. E, como nada é perfeito, penso que o futebol angolano pode ser melhor, se houver mais personalidade por parte dos jogadores e da direcção da Federação
BETO BIANCHI , treinador do Petro de Luanda

As eleições da Federação Angolana de Atletismo foram realizadas, e votamos na lista C, por ter o maior projecto para o desenvolvimento da modalidade. No projecto da lista vencedora, consta a construção de uma pista de tartan, na Huíla. Isso, constitui mais-valia para quem pretende desenvolver o atletismo
BERNARDO JOÃO, presidente eleito da FAA

Para mim, o torneio Independência devia realizar-se no início do campeonato, porque era mais competitivo. Agora assim, no fim do campeonato muitos não vão aplicar-se a fundo, sob a alegação de cansaço e intenção de gozar as respectivas férias. Tudo isso, retira a expectativa que podia gerar à volta da competição
VICENTE GARCIA , antigo árbitro assistente

Nós estamos felizes, porque temos um piloto profissional fantástico, que trabalha de uma maneira muito profissional. A atitude dele e de trabalho, impressionaram-nos bastante, mas no fim, não é hoje que estamos a buscar o tempo. Ok, no fim todos fazem isso, mas o que é importante é que tenhamos o que ele merece no Qatar
DAVIDE TARDOZZI , coordenador da Ducati


A PERGUNTA DO DIA
Em face dos reforços dos principais candidatos ao título, que disputa podemos esperar no campeonato nacional de basquetebol ?


Penso que o basquete é uma das modalidade em que se nota um alto nível competitivo das equipas. Para quem conhece o plantel do 1º de Agosto sabe que recebemos um jogador vindo do Petro que na época passado deu muito trabalho ao conjunto militar e isto é bom. Dário da Silva, marinheiro

Acredito que com dedicação e empenho das equipas nada será igual, porque cada ano que passa as ambições das equipas são diferentes. Em todas equipas o objectivo é o mesmo, a tendência é ganhar e para isto tem que existir um alto nível de competitividade. Manuel Miguel , actor

Acho que as direcções técnicas dos clubes têm que rever a suas equipas em tudo que falharam na época passada, a fim de haver alguma mudança no nível competitivo nas equipas enquanto decorrer o BIC- Basket. António Kassucala , estudante

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »