Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

10 de Dezembro, 2016
Nas províncias por onde passei, senti a motivação dos clubes votantes, inclusive no Huambo, houve clubes que se levantaram abertamente e disseram-me que vão votar em mim. Foi uma surpresa para mim. De qualquer maneira, estamos a trabalhar para alcançar este feito.
JOSÉ LUIS PRATA , candidato à presidência da FAF

A diplomacia desportiva tem faltado o nosso Conselho Central de Árbitros, porque os árbitros fazem tudo. O Gerson Emiliano Ntyamba (assistente) e eu, estamos na elite africana, mas não vamos ter árbitros no CAN de 2017, no Gabão. Vai estar o Gerson, mais uma vez, que já é um habitué, por ser o expoente máximo da arbitragem angolana.
HÉLDER MARTINS , árbitro internacional

A comissão eleitoral, nos termos que estava calendarizado, iniciou o seu trabalho de análise e avaliação das candidaturas. E, no quadro desta análise e avaliação das candidaturas, fez a aferição da conformidade das candidaturas com os instrumentos jurídicos que regulam o processo eleitoral.
CARLOS TEIXEIRA , presidente da Comissão Eleitoral da FAB

Não sei quem ganha. Para mim, só há um melhor do mundo, é Leo. Se falamos de futebol, o Messi é o melhor. O Cristiano é um grande jogador, é um craque, por tudo o que faz nos últimos anos. Respeito muito o Cristiano, mas na minha opinião, quem merece (a Bola de Ouro) é Leo.
NEYMAR, jogador do Barcelona

A PERGUNTA DO DIA
O BRAVOS DO MAQUIS TEM SIDO DAS EQUIPAS MAIS REGULARES DO GIRABOLA. QUE DESEMPENHO PODEMOS ESPERAR DELE NO SEU REGRESSO À PROVA?

O Bravo do Maquis é uma equipa forte que disputou bem o campeonato da segunda divisão. Eles já estiveram no Girabola, desistiram porque tinham péssimos resultados, devido a questões financeiras. O seu regresso alegra a muitos adeptos e é proveitoso para a competição. Mavinga Pedro , estudante

Se os maquisardes conseguiram resultados para regressar à competição sénior do futebol nacional, é prova de que podem manter-se. Não será a primeira vez que a formação do Maquis compete no Girabola, portanto, já sabe como é e entra consciente das responsabilidades que espera. Elísio Francisco , estudante

Esta equipa mostrou que tem futebol, para jogar no Girabola. Penso que tenha pedalada para suportar a competição, e quiçá, colocar-se numa posição prestigiada. Vamos torcer para que não hajam mais problemas de âmbito financeiro, para não forçar a desistência da equipa da prova tão almejada. Afonso Pedro , agente de relações publicas

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »