Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

18 de Junho, 2015
Somos, modéstia à parte, as melhores jogadoras africanas do continente. O povo angolano ama o basquetebol. Temos necessidade de aumentar o número de praticantes no feminino e falámos em massificação. De que maneira vamos massificar se os nossos jogos, além de não serem transmitidos na TV ainda há pouca divulgação?"
Nacissela Maurício , melhor jogadora africana de basquetebol.

Ninguém esperava que tivéssemos a classificação que temos, mas isso são coisas de futebol, o que interessa é que há animação, há toda a condição da direcção, da equipa técnica e dos atletas para se conseguir melhores resultados, e a equipa sair da posição em que terminou a primeira volta e sair desse lugar"
Neco Amaro , vice-presidente do Desportivo da Huíla


O objectivo, é aparecer em grande, numa equipa de seniores em Angola ou no exterior do país. O meu sonho é chegar aos seniores e este é o meu último ano de juniores, espero dar tudo para que no próximo ano apareça uma equipa”
Cazy , goleador júnior do Real Sambila.


Quem acompanhou esta fase final, sabe que nós ganhamos todas as equipas que participaram nesse campeonato. A final com o Libolo, foi o que foi, porque estávamos perante a equipa campeã africana, que teoricamente, é superior à nossa.
Tomas Faria , presidente do Petro de Luanda.

A PERGUNTA DO DIA
Acha que a presença da árbitra angolana, Patrícia Costa, para ajuizar jogos no Mundial de Hóquei em Patins, prova a emancipação da mulher no desporto?


“Desde a independência nacional, a 11 de Novembro de 1975, o país sempre procurou destacar a mulher ao mais alto nível, portanto, acreditamos que a confirmação da árbitra Patrícia Costa pode incentivar as mulheres a aderirem a essa profissão”. Alberto Roberto , estudante.

“Apesar das estatísticas confirmarem a redução de número de árbitros angolanos no mundial a decorrer em França, reconhecemos o esforço do Executivo no que toca à projecção da igualdade do género, em vários domínios do saber". Januário Felicidade , estudante.

“Os largos anos de paz que vivemos, abriu novos horizontes e o desporto no que toca ao hóquei em patins, transporta o nome e a bandeira de Angola ao mais alto nível do desporto internacional. É verdade, que esperávamos um número superior de árbitros. Não aconteceu, paciência”.Tony Milhão , promotor de eventos.


AVALIAÇÃO JD

LAZARE ADINGONO
Treinador do Petro - Positivo

O Petro de Luanda confirmou, que continua a ser um gigante na bola ao cesto, ao impor-se com todo o mérito no BIC-Basket, depois de arrebatar o 12ª título com vitória no derradeiro jogo do play -off sobre o então campeão nacional. Lazare Adingono é um dos obreiros desta conquista, até porque ficou privado de orientar a equipa na final.


NORBERTO ALVES
Treinador do Libolo - Negativo

Na qualidade de detentor do título, o Recreativo do Libolo era o principal favorito à conquista do troféu. O certo é que a turma de Calulo evidenciou um certo complexo nos jogos com o Petro esta temporada e no encontro derradeiro, os libolenses mais uma vez foram suplantados por uma equipa que evidenciou sempre forte espírito de conquista.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »