Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

01 de Março, 2018
Não esperava a forma como ele (presidente) me abordou no fim do jogo, as pessoas às vezes pensam que o treinador não tem formação e é um saco de batatas, esse não é o meu caso. Sou formado em educação física, tenho dois cursos de nível 1 e 2 tirados no Brasil e tenho a licença CAF, não sou um treinador qualquer.
Francisco André \"Kito\", ex -treinador do Domant FC
O 1º de Maio não é uma equipa qualquer, venceu dois campeonatos.
Viemos para vencer o jogo e nunca para empatar. O nosso adversário (Petro de Luanda) não teve fair-play, porque houve vezes em que se recusou a parar o jogo, quando tínhamos um jogador lesionado no chão, por entender que se tratava de anti-jogo.
Agostinho Tramagal , técnico do 1º de Maio de Benguela
Vamos defender para que os nossos jogos caseiros sejam disputados na vila de Ambriz, ao contrário do que acontece em partidas referentes aos provinciais, que são realizadas nos campos da cidade de Caxito e arredores. Isto tem de acabar, precisamos de dar verdadeiro carácter de provinciais às provas que se realizam no Bengo.
Diogo Mpatu, presidente da equipa Mpatu a Ponta

Vejo Guardiola ganhar noutro país. O City acaba de sagrar-se campeão da taça de Inglaterra com um futebol maravilhoso, que as suas equipas jogam. Para mim, é o treinador da década, o melhor do mundo. Reinventou o estilo, a forma de jogar, a relação tempo -espaço no futebol.
André Villas -Boas , técnico português de futebol

Últimas Opinies

  • 07 de Abril, 2021

    Ida ao Mundial marcou o futebol

    Em 2018, a nossa selecção de futebol adaptado trouxe-nos o primeiro troféu de cariz Mundial, ao vencer o campeonato do Mundo.

    Ler mais »

  • 07 de Abril, 2021

    Ganhos que podem ir ao ralo

    A circulação de pessoas e bens, apesar das dificuldades das estradas, faz-se com segurança.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um toque ao desenvolvimento

    O país comemorou ontem mais um ano de paz. Foi a 4 de Abril de 2002 que a Nação angolana presenciou a cerimónia que marcou o fim de um período de guerra que deixou inúmeras cicatrizes.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Os ganhos da nossa vaidade

    Ao assinalarmos 19 anos, desde que o país começou a desfrutar do alívio que só a paz proporciona, não há como não reconhecer os ganhos havidos no sector desportivo neste lapso de tempo.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um retrocesso em alguns casos

    O desporto foi o grande embaixador do país, algumas modalidades assumiram-se como verdadeiros porta-estandartes, dado os feitos protagonizados por algumas selecções nacionais.

    Ler mais »

Ver todas »