Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

25 de Abril, 2019
Penso, que estamos numa série que aparentemente parece ser acessível, mas é difícil. Hoje, não há jogos fáceis, pois, todos são difíceis. Evidentemente, uns com maior grau de dificuldade que outros, mas quando se trata de uma fase final do CAN, são sempre jogos com elevado grau de dificuldade.
OLIVEIRA GONÇALVES, antigo seleccionador nacional de futebol


Em primeiro lugar, vamos ter de esperar e saber com toda a certeza, se Paulo Madeira vai apresentar ou não a sua candidatura, porque o processo de candidatura zonal pressupõe alguma disponibilidade logística, para ele visitar os países da zona e fazer a sua campanha. Não sei, também, se é estratégia da FAB apoiar essa candidatura.
MATEUS GONÇALVES , radialista desportivo da LAC


Penso, que a candidatura de Paulo Madeira à presidência da Zona VI para a Fiba-Afrique, é bastante oportuna. Caso seja eleito, eu acredito que vai trabalhar para o desenvolvimento do basquetebol a nível da nossa zona. E, será sempre bom, um angolano desempenhar funções de relevo a nível do nosso continente .
VITORINO CUNHA, antigo seleccionador nacional de basquetebol


Acho, extremamente importante, Angola vir a assumir à presidência da Zona VI para a Fiba -Afrique. O Paulo Alexandre Madeira é um individuo com grande prestigio a nível da Fiba -Afrique, razão pela qual, está numa das comissões, portanto, é um homem com capacidade, com disponibilidade de tempo e será bom para o basquetebol angolano.
BAPTISTA MOSCAVIDE, comentador desportivo

Últimas Opinies

  • 21 de Setembro, 2019

    Craques que buscam afirmao alm-fronteiras

    É por demais sabido, que a história do futebol angolano regista o nome de ex-jogadores, que ajudaram a elevar o nome do país além-fronteiras.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Talentos angolanos ofuscados na dispora (?)

    Hoje, neste espaço assinado “A duas mãos”, concordamos escrever sobre um assunto de suma importância e que merece a nossa atenção, até porque, sem desprimor para outros, as questões sobre os futebolistas angolanos que actuam na diáspora, com particular destaque para os novos talentos que têm, nos últimos tempos, preenchido largos espaços na média desportiva e não só.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os adversários são bons, os grupos são fortes e têm boas selecções.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Crise petrolfera

    Há maus ventos no Petro Atlético de Luanda

    Ler mais »

  • 19 de Setembro, 2019

    Futebol nacional deve ser revolucionado? (II)

    A semana precedente fechei o texto com o seguinte argumento: “A meu ver, já não se pode gastar dinheiro em vão com o futebol.

    Ler mais »

Ver todas »