Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Citaes

27 de Setembro, 2013
Terminada a primeira fase acredito que a organização cumpriu a 100 por cento as suas responsabilidades. Acho que até ultrapassamos as expectativas de algumas selecções que não esperavam um nível de organização tão elevado.
Albino da Conceição, secretário de Estado para o Desporto

O mais importante na fase preliminar foi obter o passe para os quartos-de-final. Por isso, cumprimos uma etapa. Agora, projectamos uma fase, na qual somos obrigados a ter mais rigor.
Anibal Moreira, seleccionador nacional de basquetebol

Ver isso é muito bonito para nós. Parabéns para todos os angolanos porque têm um país muito bonito. No nosso país não há nada disso. Por isso, vamos desfrutar deste momento impar. É muito lindo.
Mariano Vignapiamo, guarda-redes da selecção do Uruguai

Não tenho dúvidas nenhumas que o Interclube no próximo ano vai estar em melhores condições de se perfilar entre as equipas que lutam pelo título, porque estamos a criar condições para isso.
Bernardino Pedroto, treinador do Interclube

A PERGUNTA DO DIA
A possível titularidade de Lamá será benéfica para o Petro conquistar os três pontos no jogo diante do 1º de Agosto, fruto da sua experiência?


Lamá é um guarda-redes experiente, com grandes repercussões nos jogos que efectuou, no nosso país e no exterior. É como se diz: antiguidade é um posto. Por isso, espero mesmo que José Dinis lhe dê a titularidade no jogo diante do 1º de Agosto. Tomasco Lopes,contabilista

A experiência internacional do guarda-redes do Petro de Luanda dará um impulso positivo nos objectivos da equipa orientada por José Dinis. Os ‘petrolíferos’ precisam, a todo custo, de regressar às vitórias. Tenho a certeza que Lamá saberá cumprir com o seu papel. Jorge Dala, estudante

A experiência do guarda-redes Lamá, quer no Girabola quer ao serviço do Petro de Luanda, como da Selecção Nacional, ajuda sim em alguma coisa. Mas é preciso levar em conta a sua condição física para, assim, honrar os objectivos da sua equipa. Erigas Luvunga, estudante


AVALIAÇÃO JD

MATIAS CASTRO
Presidente da FAT=Positivo

Regresso em grande. Esta é a análise do que podemos fazer do regresso do ténis de campo à alta-roda continental, depois de vários anos na penumbra. A conquista de quatro medalhas de ouro e duas de prata, no circuito que começou em Gaberone e terminou em Maputo, é reflexo da aposta da nova direcção da FAT.

JOÃO MACHADO
Técnico do 4 de Abril=Negativo

O sonho da província do Kuando-Kubango ter, pela primeira vez, uma equipa no principal escalão do futebol nacional, acabou. Depois de um início fulgurante, em que chegou a liderar a série C da Segundona, a equipa dirigida por João Machado acusou a responsabilidade e pode ter hipotecado a sua ambição.

Últimas Opinies

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Quem explica o desporto angolano?

    O nosso desporto merece um estudo profundo, para se encontrar explicações que justifiquem os resultados que vai tendo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso grupo (A),  somos a única selecção (Angola) que tem a sua primeira participação  a este nível. Canadá vai para a sua sétima, Nova Zelândia.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Objectivo falhado

    Angola não conseguiu alcançar o objectivo preconizado no Mundial de Hóquei em Patins, que se disputou em Barcelona, Espanha, acabando por se quedar na sexta posição.

    Ler mais »

  • 13 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    Vamos entrar para o campeonato em cada jogo para ganhar, nós queremos começar bem, com o pé direito. Como sabem, já temos o calendário.

    Ler mais »

Ver todas »