Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Citaes

01 de Outubro, 2013
Sem dúvida que um dia podemos ter condições de conquistar a Liga dos Campeões Africanos. É disso que estamos à procura e por isso estamos à espreita.
Bento Kangamba, presidente do Kabuscorp.

O Petro teve a sorte do jogo do seu lado e nós fomos infelizes. Era um resultado que não estava nas nossas expectativas e com isso consideramos que não temos hipóteses de continuar a lutar pelo título.
Daúto Faquirá, técnico do 1º de Agosto

Precisávamos de ganhar um jogo para que as coisas mudassem de rumo, em função da posição em que nos encontramos, o que felizmente aconteceu hoje.
David Dias, treinador do Progresso.

Durante os meses em que estive fora da competição pensei muito sobre o meu desejo de apagar a falsa imagem que acredito os adeptos têm de mim.
Luis Suárez, avançado do Liverpool.


A PERGUNTA DO DIA
O factor casa teve papel preponderante na vitória imposta pelo Petro ao 1º de Agosto no passado domingo?


Penso que não. A formação petrolífera soube mostrar o seu bom futebol e, com isso, tirar proveito da situação dos militares. Os dois únicos golos marcados confirmam o aproveitamento do Petro de Luanda nos momentos de menor acerto do seu adversário.
Paulo Victor, treinador de futebol

A nossa equipa técnica, na semana de preparação do maior desafio da jornada, prometeu e honrou a sua palavra quanto à vitória sobre a formação visitante, o 1º de Agosto. É para se dizer que estamos a lutar para uma classificação melhor.
Hélvio Miguel, adepto petrolífero

O prometido é devido e conseguimos quebrar a onda de maus resultados que nos assombravam há algum tempo. Os três pontos conquistados, diante do nosso adversário, só mostram que nós, petrolíferos, ainda temos muito para pontuar na presente época.
Viera Bastos,
adepto petrolífero


AVALIAÇÃO JD

ANÍBAL MOREIRA
Técnico do “cinco” nacional - Positivo -
Competência. Esta é a palavra que melhor assenta ao técnico da Selecção Nacional de basquete feminino que, em Maputo, revalidou o título africano. Apesar do ambiente infernal e de uma arbitragem inclinada, Aníbal Moreira soube encontrar o antídoto para superar todas as barreiras e regressar com o troféu.


DAÚTO FAQUIRÁ
Técnico do 1º de Agosto - Negativo -
Se antes do jogo contra o Petro de Luanda o título já era uma miragem, depois da derrota diante do seu grande rival, os objectivos traçados pela direcção do clube militar ficaram ainda mais difíceis. A entrada de Daúto Faquirá não trouxe qualquer benefício para a equipa. O jejum de títulos continua.

Últimas Opinies

  • 20 de Julho, 2019

    Acesso ao Qatar

    Apesar da qualificação inédita numa fase final de um Mundial de Futebol, algo que ocorreu curiosamente em 2006, edição organizada pela Alemanha, a Selecção Nacional.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    O honroso sexto lugar do nosso hquei em patins

    A recente participação de Angola no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, que decorreu em Barcelona, Espanha, e que o nosso país se classificou em sexto lugar.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso período pré competitivo, nesta segunda quinzena de Julho, já queria ir para uma paragem, onde tivesse campos e equipas para realizarmos jogos.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Final interessante

    Um mês depois de fortes emoções vividas nos estádios e em outros espaços fora e longe dos centros de disputa,  vamos ter,  finalmente,  amanhã dia 19, o cair do pano da XXXII edição do Campeonato Africano das Nações de futebol, organizado pelo Egipto.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    A dvida de Akw

    O dia 8 de Outubro de 2005, ficará para sempre gravado na história do desporto angolano e do futebol em particular.

    Ler mais »

Ver todas »