Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Citaes

29 de Outubro, 2013
Penso que precisamos de criar um novo ambiente em volta do futebol, porque se avaliarmos o que está a acontecer ao longo dos últimos tempos – e é só olhar para o ranking da FIFA – Angola caiu muito e é agora o 93º colocado.”
Artur Almeida, ex-candidato à presidência da FAF.

Temos um jogo muito importante no próximo fim-de-semana, em Calulo, diante do Recreativo do Libolo, que dita a nossa permanência ou não no Girabola. O Libolo é uma equipa que não tem nada a ganhar, mas que quer fechar a prova com vitória.”
Serginho, técnico-adjunto do ASA.

Esta modalidade provocou mudanças na minha vida, deu-me outros horizontes, outros hábitos, ajudou-me a tirar o complexo de ser portador de deficiência. Sinto-me menos marginalizado, embora fosse sempre bem tratado.”
António Baltazar, capitão da selecção de basquetebol em cadeira de rodas.

Esforcei-me bastante e lutei para conseguir realizar aquele que continua a ser o meu sonho e de todo o angolano amante de desporto, mas infelizmente só o meu talento não serviu para conquistar a confiança daqueles que determinam quem fica na equipa.”
Carlos Morais, internacional angolano.


A PERGUNTA DO DIA
As derrotas do 1º de Agosto na Taça dos Campeões e na Taça de Angola em andebol feminino comprometem os objectivos para a próxima época?

Penso que não. Afinal de contas estamos a falar de provas diferentes e acima de tudo de finais entre as melhores equipas (1º de Agosto e Petro) do nosso país e também de África. Só uma podia de ser a campeã. As senhoras do Petro foram melhores pois venceram as duas taças.
Justino Quintas, funcionário público.

Empenho, dedicação e luta pelo objectivo traçado não faltaram às senhoras da equipa militar de andebol durante os jogos da Taça dos Campeões e da Taça de Angola. Quer numa, quer noutra competição notava-se que as agostinas tinham tudo e mais alguma coisa para vencer os desafios, mas o arqui-rival Petro de Luanda acabou por ser melhor.
António Lourenço, funcionário público.

A campanha preparatória que a equipa sénior feminina de andebol do 1º de Agosto teve dava mostras de que no presente ano levavam para casa os títulos da Taça dos Campeões e da Taça de Angola. Mas como se diz, nem sempre querer é poder e o Petro soube mostrar mais capacidade nos momentos decisivos dos jogos e mereceram os dois títulos.
Anderson de Pina, DJ.


AVALIAÇÃO JD

VIVALDO EDUARDO
Treinador do Petro - Positivo -
Depois de impedir o arqui-rival de vencer a Taça dos Clubes Campeões Africanos de andebol, no Marrocos, o Petro de Luanda voltou a convencer o adversário que é a melhor equipa no país. Na final da Taça de Angola, as pupilas de Vivaldo Eduardo superaram, uma vez mais, as atletas de João Florêncio.

RAUL ADRIANO
Seleccionador nacional - Negativo -
O desejo de Angola subir ao pódio do Campeonato Africano em cadeira de rodas não passou de um sonho. A expectativa dos angolanos caiu por terra com duas derrotas consecutivas na prova, sendo a da estreia, frente à Nigéria, a que mais desagradou, por ser um adversário que estava mais ou menos ao alcance.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »