Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Citaes

31 de Dezembro, 2013
Precisamos de fazer bem o trabalho de casa. Creio que passos positivos vão ser dados para não entrarmos ‘às escuras’ na eliminatória. Essas são as nossas pretensões, porque afinal de contas temos a obrigação de representar de maneira condigna o futebol nacional.
MÁRIO SOARES, treinador do Desportivo da Huíla.

Reconhecemos ter dívidas com alguns jogadores, isso é verdade. Mas já lhes dissemos que vamos honrar os nossos compromissos. Felizmente,
o ASA depende de patrocinadores e é com base nisso que fizemos os pagamentos.
ELIAS JOSÉ, presidente do ASA.

O nosso grupo é muito homogéneo, com atletas antigas e novas. Vamos fazer tudo para vencer o campeonato africano, embora os outros também estejam a trabalhar para ganhar a competição. Estive ausente dos campos durante algum tempo por lesão.
AZENAIDE CARLOS, jogadora da selecção de andebol.

Vimos que o percurso está tecnicamente bem, há algumas irregularidades no piso, na zona próxima ao CDUA, na Revolução de Outubro, mas a Odebretch já foi notificada e deve actuar para superar a situação. O resto do percurso está bom, aguardamos que estejam feitos os trabalhos de limpeza.
ADRIANO NUNES, director da prova São Silvestre.

A PERGUNTA DO DIA
Que medidas devem ser tomadas contra os clubes que penalizam os seus atletas com vários meses de atraso de salário?


Acho, que se deve-se tomar medidas muito sérias, pois não nos podemos esquecer, que estes casos acontecem com maior frequência, nas equipas da segunda divisão. Muitos dos atletas são chefes de família, precisam de assumir as suas responsabilidades. Devem pagar, e só depois serem suspensos.
Alcides Correia, funcionário público.

Até quando, esse triste cenário continua a comprometer a boa imagem do nosso desporto? Quem de direito sabe, que precisa com profundidade, fazer o seu verdadeiro papel. Não é justo, que os clubes penalizem os seus atletas, com salários em atrasos, quando no final do mês estes precisam de pagar despesas pessoais, e até mesmo familiares.
Alberto Hangalo, funcionário público.

A Federação Angolana de Futebol, na última assembleia-geral realizada a 30 de Novembro, não chamou atenção dos clubes, que têm violado as leis do trabalho? Diz o velho ditado, que o trabalhador é digno do seu salário. Portanto, que paguem o que devem, pois vem aí novos desafios, a partir do próximo ano.
Neto Luanda, funcionário público.


AVALIAÇÃO JD

TI NANDINHO
Escola de futebol do Zango - Positivo -
A DPD de Luanda acaba de certificar a Escola de Futebol do Zango, que tem como grande mentor o técnico Armando Faria, mais conhecido por Ti Nandinho, facto que certamente, pode dar mais alento ao responsável da instituição, vocacionada para captar e preparar futuras estrelas do nosso futebol.

ASA
Equipa do Girabola - Negativo
- O clube aviador volta a viver momentos conturbados, o que pressupõe uma pré-época agitada, por causa do problema de sempre: falta de pagamento de salários a alguns jogadores, não obstante o seu presidente, Elias José, ter avançado a disponibilidade do elenco em honrar os compromissos com os atletas.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »