Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Clssico de luxo

11 de Junho, 2014
A maioria dos jogos da jornada catorze do Girabola, a penúltima da primeira volta, disputa-se hoje com o aliciante Petro-Kabuscorp no centro das atenções. Um jogo que está a despertar a maior expectativa em função daquilo que representam as duas equipas no contexto futebolístico nacional.

Depois das férias forçadas, fruto de mais um (dos muitos) desleixo da Federação Angolana de Futebol (regresso tardio dos Palancas Negras), as emoções do futebol estão de regresso e o estádio 11 de Novembro é o palco decisivo, onde Petro e Kabuscorp esgrimem argumentos para mostrarem ao país desportivo quem é melhor e qual das equipas merece o estatuto de candidata ao título. Estão reunidas as condições para que tenhamos noventa minutos de jogo fantástico.

O futebol é encantador porque continua a ser um jogo de 11 contra 11. É nesta magia que reside a beleza que move montanhas e deixa apaixonado milhões de torcedores. Tudo o que está fora do rectângulo do jogo, adulteração da verdade desportiva, corrupção na arbitragem e viciação das regras do jogo como forma de controlar o sistema, colocando-o ao seu serviço, não interessa.

Quem ama o futebol e o seu clube só pode pugnar pela verdade desportiva. É isso que os adeptos das duas equipas, que logo vão estar em peso no 11 de Novembro, esperam ver durante a partida. Que cada um faça a sua parte. Os árbitros e os homens do espectáculo, no caso os jogadores.
As discussões sobre quem é melhor, quem possui o melhor futebol, os melhores jogadores e inclusive até a discussão sobre os treinadores de ambas as equipas, a qual ultrapassa as quatro linhas e ganha dimensões extra-futebol, existem desde o início mas para os adeptos apenas interessa o futebol.
O jogo entre petrolíferos e palanquinos vai colocar frente a frente dois candidatos ao título. Contudo, neste momento, só a equipa do Palanca detém esse estatuto, face ao lugar que ocupa na tabela classificativa e à diferença pontual que os separa (29-16). Mas dérbi é sempre dérbi e o de hoje não foge à regra, visto tratar-se de um verdadeiro teste para as duas equipas.

Mas há outros jogos igualmente capazes de prender a respiração e que vão ditar se as férias foram ou não benéficas. O líder, Recreativo do Libolo, desloca-se ao Uíge para medir forças com o União Sport, o último classificado da prova. Vinte e oito pontos separam as duas equipas. Por aqui é fácil ver quem é favorito á conquista dos três pontos. Mas, na prática, nem sempre o mais forte vence.

O 1º de Agosto, em franca recuperação, desloca-se ao Lubango para defrontar o Benfica local. À primeira vista os militares são favoritos. Contudo, os encarnados tudo vão fazer para surpreender o seu adversário. As emoções estão de regresso para satisfação dos adeptos, que voltam assim a ter a oportunidade de ver em acção as suas vedetas.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »