Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Abertura

ATLTICO PETRLEOS DE LUANDA COMUNICADO DE IMPRENSA

18 de Janeiro, 2010

nascimento do clube

Fotografia: Jornal dos Desportos

 IDEAIS

É uma Agremiação de carácter desportivo e associativo, administrada e gerida juridicamente de forma antónima. Foi fundada em 14 de Janeiro de 1980.

   O nascimento do clube, é fruto de se associar ao cooperativismo empresarial o relançamento do desporto numa Angola Independente. Por isso, tem como objectivo social primário, promovendo a prática e a expansão dessas actividade no seio da juventude e dos seus associados proporcionando igualmente aí um serviço em prol da cultura e recreação.

 HISTORIAL

O surgimento do Atlético Petróleo de Luanda, teve diferentes motivos:

1º- Responder a estratégia da companhia petrolífera nacional no que tange a sua integração com a comunidade contribuindo para o engrandecimento do desporto nacional, pondo ao seu serviço a sua capacidade organizativa e financeira.

2º Responder a superior directriz emanada pela Secretaria de Estado da Educação Física e Desportos (SEEFD) que preconiza que seriam as empresas o motor de arranque e elemento dinamizador das actividades desportiva no seio das massas tralhadoras do país.         

Nossa agremiação, nasceu essencialmente graças ao espírito empreendedor de personalidade que vêem no desporto um meio para a formação do homem moderno.

Nesta conformidade, homenagem deve ser rendida ao camarada Hermínio Escórcio, ao senhor António Couço Cabral Júnior e ao então ministro dos Petróleo Sr. Jorge Morais. Inteligente e oportunamente foi associada ao clube Atlético de Luanda, do qual herdou o património humano de atletas, com uma rica tradição de luta, tanto pela emancipação do desporto em prol das populações, assim como, por ter servido de balcão incubador do Comité de Acção de Lugar (CAL).

A instituição Atlético de Luanda em associação com o então Sport Luanda e Benfica deu origem ao Atlético Petróleo de Luanda o que lhe permitiu, logo à partida ter instalações desportiva compatível com as aspirações preconizada pelo clube desde então.

Para além das modalidades que competiam regularmente com destaque para o atletismo, a nível do futebol sénior o Atlético Petróleo de Luanda iniciou com uma equipa na segunda Divisão Nacional.

Em 1980, ano da sua criação, ganhamos o Campeonato da segunda divisão e ascendemos, por direito, à primeira divisão, vulgo “ Girabola”.

Dois anos depois, isto é, em 1992, vencemos o campeonato da primeira divisão, assumindo assim, a liderança do desporto nacional em várias frentes. Estes feitos só foram possíveis através de esforços gigantescos por parte dos atletas, treinadores, técnicos e dirigentes do clube.

De realçar que depois do primeiro título, seguiram-se catorze (14) absolutos na primeira divisão. A tudo isso, há acrescentar oito (8) Taças de Angola e quatro (4) Super Taças. Esteve presente numa final da Confederação Africano de Futebol (CAF).

Paralelamente, o clube, foi amealhando título em outras modalidades, com principal realce para o Andebol feminino, onde para além de ter conquistado diversos Campeonatos Provinciais e Nacionais, conta no seu palmares com as conquistas de quinze (15) Taças de Clubes Campeões de Africa, treze (13) Super Taças Africanas Boubacar Fall, Troféu de melhor equipa de África, atribuída pela Confederação Africana de Andebol e Troféu do melhor Clube organizado de África -2001 outorgado pela CAF.

O APL não pode deixar de recordar que o clube com maior número de títulos no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão. No total são, quinze (15). A prestação dos nossos tricolores é tão dominadora que, por exemplo, foi três vezes “tricampeão” e obteve um penta campeonato. Um facto inédito no futebol angolano.

Na mesma senda do Futebol e Andebol, também o Basquetebol no clube, tem tido uma participação primorosa a nível nacional e internacional. A conquista de vários títulos nos mais distintos escalões etários, tem sido tónica predominante das equipas de Basquetebol. Para além disso, temos dado valiosos atletas ao serviço das selecções nacionais. Sendo que foi Campeão da Taça dos Clubes Campeões Africanos em 2006 e organizou com êxito a Fase Final da mesma competição no ano de 2007 em Luanda, feito reconhecido pela FIBA- ÁFRICA, comprovando a elevada competência do APL e do país na organização de eventos desportivos continentais. Engloba ainda no seu historial as modalidades de Hóquei em Patins, Ginástica, Atletismo, Voleibol, Ténis, Vela e Lutas.

INFRA-ESTRUTURA

A sua sede social, localizada na Rua Abdel Nasser ao eixo viário é composta por edifício de cinco (5) piso, um parque de estacionamento para aproximadamente cinquenta (50) viaturas, duas quadras para a prática de Basquetebol (desporto de sala), e do hóquei em Patins. Conta também com infra-estrutura para educação e ensino com capacidade para cerca de 250 alunos.

Na Rua Deolinda Rodrigues, situa-se o Complexo Desportivo “ Catetão”, onde funciona o Futebol e o Andebol.

Esse recinto, compreende dois campos de futebol relvados, um campo de andebol. Também funciona nesta mesma área uma lavandaria, centro de musculação e centro de estágio Demósthenes de Almeida.

                    FEITOS

Muitas são as pessoas que têm os seus nomes associados a historia deste clube, pelo contributo positivo na construção da mui digna trajectória do APL. Ficou mais que provado que foi extremamente importante o papel de todos aquele que tiveram na história do Futebol no nosso clube. Uma estrutura que antes de mais é o rosto principal do clube. Entre todos que mais se destacaram directamente ligados à organização da Área de Futebol, uma palavra de apreço aos treinadores, orientadores e formadores. Ao Sr. Telmo Guerreiro que foi o primeiro chefe desta estrutura e Dirigente, uma palavra de apreço.

Alguns dos incontestáveis nomes que passaram e que marcou a todos pela sua competência e entrega à causa do APL, é sem dúvida o treinador de Futebol – Carlos Queirós.

E ainda, destacamos de entre outros, os treinadores Carlos Silva, António Clemente e Goyko Zec.

Reconhecido como campeão dos campeões, este facto além do contributo do patrocinador, dirigentes, treinadores, trabalhadores e outros, muito se deve também aos seus talentosos atletas – classe a que pertence todos aquele com orgulho e paixão vestiram a camisola tricolor.

Osvaldo Saturnino de Oliveira “Jesus” é um dos maiores ícones desportivos do APL e na esteira surgem talentos como Mateus Lúcio, Chico Afonso, Abel Campos, Tó-Zé, Avelino, Quim Sebas, Lufemba, Paulão, Nejó, Amaral Aleixo, Chico Dinis, Bodunha, Bumba, Flávio, Gilberto, Avelino e outros que tiveram um percurso futebolístico muito elevado que os fazem uma referência incontornável.

No Basquetebol, destacamos para além dos treinadores Mário Palma e Vladimiro  Romero, os atletas Carlos Silva, Paulo Jorge, Artur Barros, Mário Alberto, Cristo, Amaral Aleixo, Matamba, Aníbal, Benjamim Avó, Benjamim Romano, Victor de Carvalho, Baduna, Manuela Oliveira, Gina Carvalho, Isabel Major, Joana Adriana, Paula Silva e outros.

No Andebol, destacamos dentre outros treinadores Hans-Georg Beyer, Beto Ferreira, Armando Culau, Vivaldo Eduardo e as atletas, Palmira Barbosa, Fábia Raposo, Belinha Graça Bandeira, Ilda Bengue, Filomena Trindade, Ana Bela, Teresa, Eliza Webba, Joaquim Cunha “Inguila”, Marçal, André Bandeira, Maninho Amaral, Sabata, etc. …

Relativamente ao Hóquei em Patins, destacamos os treinadores e atletas, Fragata, Leonel, Cândido e Mário Teles, Arlindo, Viegas, Magalhães, Deslandes, Orlando Graça, Samuel, Nelson Costa, Toy Adão, Kirro, Jó, Rolf dos Santos, Abel entre outros.

Desde a criação do clube no leque das principais modalidades, a Ginástica sempre fez parte. Os principais professores foram Isabel Falcão, Rubens, Áurio de Carvalho, Gilberto Mangueira, etc.

O Atletismo, como disciplina fundadora forjou grandes praticantes como Fonseca Neto, José Lourenço, Júlio Caxito, Maria da Conceição, Abel Issac, André Quitongo, Suzana Kiesse, Guilhermina Cruz e tantos outros.

Ou ainda podemos focar o grande Eliseu Maria, grande campeão absoluto de Ténis vezes sem conta.

Já o Karaté é praticado na sua vertente Karaté-dó, onde temos dois atleta na selecção Nacional e campeões regionais, tal como ginástica modalidade tradicional de grandes feitos e relevância no desporto nacional.

No que se refere as outras modalidades, para além das eleitas como principais, também, existem no clube actividades desportivas e recreativas como a vela e o voleibol.

Uma palavra de apreço a todos os nossos trabalhadores em especial o Raimundo Domingos, Manuel Guerreiro, Lázaro Lufundizo, Lídia Soares, Edith Mateus, Tia Luzia, Gregório Rodrigues, André Tomás, Maria Nangufo, Alfredo Quimbambata que desde a primeira hora têm dado o seu contributo para a edificação deste grande clube de que todos nós hoje podemos nos orgulhar.

Nesta senda, permitam-nos anunciar que para dar início as actividades de comemoração da data do 30º aniversário iremos no dia 16 de Fevereiro prestar homenagem através de uma romagem ao Cemitério do Alto das Cruzes,  a partir das 9 horas e 30 minutos em reconhecimento às pessoas  que já não se encontram connosco e que colocaram a sua pedra na edificação do clube glorioso.

O nosso programa comemorativo prevê actividades de índole desportiva, recreativa, cultura e social que se estenderão ao longo do ano de 2010, culminando com uma gala onde se destacarão as pessoas que constituíram e constituem até hoje referências positivas do desporto do nosso clube.


Os nossos agradecimento a todas as pessoas aqui mencionadas e a outra que porventura nos tenham faltado sublinhar, num universo tão grande de colaboradores com elevado espírito de sacrifício, dedicação e capacidade profissional, que ao longo destes 30 glorioso anos permitiram a elevação do nome do nosso clube ao mais alto nível no país e no continente africano.

Bem-haja PETRO DE LUANDA

Luanda, aos 14 de Janeiro de 2010   

1965 Atlético de Luanda                        
1966 Atlético de Luanda
1967 Atlético de Luanda
Petro Atlético (Luanda)                     Carlos Silva
1987 Petro Atlético (Luanda)            António Clemente
1988 Petro Atlético (Luanda)            António Clemente
1989 Petro Atlético (Luanda)            Carlos Queirós
1990 Petro Atlético (Luanda)            Carlos Queirós
1993 Petro Atlético (Luanda)            Goiko Zec
1994 Petro Atlético (Luanda)            Goiko Zec
1995 Petro Atlético (Luanda)            Osvaldo Saturnino
1997 Petro Atlético (Luanda)            Jorge Ferreira
2000 Petro Atlético (Luanda)            Djalma Cavalcanti
2001 Petro Atlético (Luanda)            Djalma Cavalcanti
2008 Petro Atlético (Luanda)            Bernardino Pedroto
2009 Petro Atlético (Luanda             Bernardino Pedroto