Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1 de Agosto e Petro mantm posies

Jorge Neto - 24 de Outubro, 2019

Militares com autoridade regressaram do Moxicom os trs pontos na gabagem

Fotografia: Vigas da Purificao | Edies Novembro

O ataque do 1º de Agosto voltou a mostrar que atravessa o seu melhor momento no campeonato nacional e fez uma nova vítima, desta vez, foi o FC Bravos do Maquis a quem venceu, por 3-1, em pleno Estádio Mundunduleno, desafio em que se esperava grandes dificuldades, porém, conseguiu reforçar a liderança do Girabola Zap.   
Sem precisar de fazer o habitual estudo do adversário, nos minutos iniciais, os agostinos entraram virados de forma exclusiva para o ataque e adiantaram-se no marcador aos 10m, por intermédio de Leonel, que tratou de finalizar uma jogada de belo efeito.
A jogar em casa, a formação orientada por Zeca Amaral não cruzou os braços e foi atrás do prejuízo, porém, sem o rigor que se impunha, faltava mais acutilância na articulação das jogadas e permitiam aos defensores militares travar os lances antes de chegarem à baliza de Tony Cabaça.
Os tetra -campeões nacionais sabiam da importância dos três pontos, no reduto dos maquisardes, para consolidar a liderança da competição, daí, que não mediram esforços e trataram de tomar às rédeas do jogo.
Do lado da formação da casa  esperava-se mais de Lami, no entanto, não correspondeu às expectativas, foi pouco interventivo e quando tentou as suas jogadas habituais esbarrou nos defesas do 1º de Agosto.
Em tempo de compensação, do primeiro tempo, aos 45+2m Mongo, aumentou a vantagem, após um ressalto de bola, face a passividade do último reduto dos maquisardes, situação que deixou enfurecida a equipa técnica liderada por Zeca Amaral.
No regresso, cabia aos anfitriões inverter o quadro negativo, contudo, depararam com as mesmas dificuldades, diante da bem arrumada defesa dos tetra -campeões nacionais, liderada por Dany Massunguna. Apesar disso, conseguiram abrir caminhos para a baliza de Tony Cabaça e marcaram por Mussumari aos 61m, lançando novamente o jogo.
Daí para frente, qualquer uma das equipas podia marcar, houve momentos de bom futebol, mas foram os militares a pôr o selo no resultado final, aos 78m, através de uma cabeçada de Mabululu. Com a vitória, os agostinos reforçam a liderança isolada do Girabola Zap.