Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1 de Agosto espreitam liderana isolada

Jorge Neto - 28 de Maio, 2018

Os militares vo para o jogo com a ambio de vencer o primeiro duelo entre as duas equipas.

Fotografia: Jornal dos Desportos

Com os olhos postos na liderança isolada do Girabola Zap, o 1º de Agosto visita o Cuando Cubango FC na quarta-feira às 16h00, no Estádio Municipal de Menongue, desafio para acerto de calendário referente à 15ª jornada do campeonato nacional.
Os militares vão para o jogo com a ambição de vencer o primeiro duelo entre as duas equipas, na mais alta -roda do futebol nacional, procuram, assim, tirar partido da maior experiência na competição, apesar do adversário jogar na condição de anfitrião.
O técnico sérvio, Zoran Maki, não conta com o guarda-redes Neblú, que contraiu matrimónio na sexta -feira.
A utilização de Natael, lateral esquerdo, está em dúvida, já falhou a recepção ao Sagrada Esperança, por estar a recuperar de uma lesão.
No ataque, com o golo que ditou a vitória da equipa diante dos diamantíferos, na jornada passada, terceiro no campeonato, o avançado Jacques parece que conquistou a vaga entre os titulares, em detrimento do nigeriano Razaq, pouco interventivo no jogo anterior.
Antevêem-se ainda alterações no conjunto dos bicampeões nacionais, a nível do meio campo, em  que podem descansar alguns jogadores e serem utilizados outros, no âmbito da gestão do plantel que se pretende, dados os jogos em atraso, que estão a ser  disputados num curto espaço de tempo. 
A equipa técnica tem a intenção de conceder minutos aos jogadores menos utilizados esta época, como Mingo Bile e Guelor (entraram no segundo tempo no jogo passado), Medá, Gogoró e Cirilo. 
Este pode ser o penúltimo desafio dos militares, antes do fecho da primeira volta do campeonato, visitam o Sporting de Cabinda no domingo, partida de acerto do calendário da 6ª jornada.
No seio do plantel,  existe grande motivação e o sentimento de estarem a cumprir com o objectivo traçado, para esta primeira volta: Ou seja, ocupar a primeira posição na classificação.
 Nesta altura, repartem a liderança com o rival, Petro de Luanda, com 27 pontos, mas estão conscientes de que caso conquistem os seis pontos que têm pela frente, somam 33 isolados na classificação, curiosamente, a mesma pontuação que atingiram nas 15 jornadas do Girabola Zap de 2017.
                                                                     
Militares preocupados com a finalização
Apesar da forte insistência, que a equipa técnica do 1º de Agosto faz em trabalhar no aspecto da finalização, a realidade é que este sector continua a ser o mais preocupante, pois, tem pecado muito nos jogos.
A visita à formação do Cuando Cubango FC na quarta-feira, enquadra-se naqueles desafios em que os avançados são chamados a \"facturar\", com  mais ou menos dificuldades, pelo desnível entre as duas equipas.
Os avançados militares atravessam momentos diferentes no campeonato, se por um lado, Jacques voltou aos golos, Razaq mantém o divórcio com a finalização, enquanto Fofó  passa ao lado do último toque. Depois de falhar a recepção ao Sagrada Esperança da Lunda - Norte, existe a dúvida se Fofó vai fazer parte do desafio.
Geraldo, parece estar também a acompanhar o mau momento dos colegas, no que toca à finalização, está em branco em alguns jogos, embora, não seja por falta de oportunidades. Um exemplo claro, é a forma displicente como falhou um golo feito diante do guarda-redes Carlitos, do conjunto diamantífero, na jornada passada.
A fraca produtividade do ataque está bem patente nos resultados dos últimos três jogos do campeonato, em que apesar de ganhar, marcou um golo, nomeadamente, diante do Interclube, 1º de Maio e Sagrada Esperança, que faz uma média de uma finalização por partida.               JN