Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1 de Agosto mantm viva a esperana

Jorge Neto - 21 de Setembro, 2015

1 de Agosto desaloja Benfica de Luanda do segundo lugar do Campeonato Nacional e pe Interclube fora da corrida do ttulo

Fotografia: kindala Manuel

Dois golos do avançado Mateus Galiano ditaram a vitória do 1º de Agosto sobre o Interclube, numa partida em que o resultado não sofre qualquer contestação pela forma como os agostinos resolveram encarar o dérbi desde o início.O golo madrugador marcado por Mateus Galiano, aos 16´, aproveitando uma falha imperdoável do central Fabrício, colocou a formação agostina em vantagem, numa clara amostra de que queria resolver o desafio desde os primeiros minutos. Mateus Galiano que regressou à titularidade, após alguns jogos, correspondeu de forma positiva a escolha da equipa técnica.

Os pupilos de Dragan Jovic criaram mais situações de perigo, com Ary Papel bastante interventivo, ganhando quase todos os duelos ao lateral direito do Interclube, mas não teve um acompanhamento à altura, da parte dos seus colegas de equipa.Contudo, isso não quer dizer que os polícias ficaram a ver jogar o adversário, pelo contrário, sempre que podiam devolviam o perigo junto à baliza de Tony Cabaça, que em várias ocasiões viu os avançados do Interclube a rematar ao lado, como no lance em que faltou pernas a Filipe para direccionar melhor a bola.

O jogo foi digno de um dérbi entre as duas equipas que nunca se deram por satisfeitas e jogavam somente ao ataque, com uma luta intensa no meio-campo, mas sempre com sentido de baliza. No conjunto da Polícia, o capitão Paty teve uma tarde de muito trabalho, tanto a atacar como a defender, travando duelos interessantes com os médios rubro-negro.

Os militares, que entraram em campo já com o conhecimento do resultado do Recreativo do Libolo e do Benfica de Luanda, tentaram tornar a pressão favorável para si, procurando somar os três pontos que lhes colocariam na segunda posição do campeonato, em função da derrota dos encarnados da capital no reduto do Recreativo da Caála.

No reatamento Ben Traoré apareceu no jogo e em dois lances podia ter dilatado o marcador, mas não teve a sorte desejada. O avançado senegalês que regressou à equipa  titular mudou a sua atitude no segundo tempo em busca do golo, que não chegou a acontecer.O técnico Vaselim Vesko acreditava no empate e fez a primeira mexida no desafio, lançando Kêmbua em detrimento de Djemba, uma substituição que contou com a resposta de Dragan Jovic, que refrescou o ataque com entrada de Ndikumana para o lugar de Ben Traoré.

Todavia, parecia que os militares estavam mais interessados em conservar a vantagem, entregando a iniciativa de jogo ao Interclube, que não se fez rogado e foi para cima dos agostinos, numa clara intenção de chegar ao empate. Os pupilos de Dragan Jovic encontravam no contra-ataque uma opção para criar perigo ao adversário.

O jogo ganhou um cariz de parada e resposta, Kêmbua desperdiçou uma boa oportunidade, aos 69´, ao rematar ao lado da baliza de Tony Cabaça, e Ndikumana repetiu o mesmo feito, aos 72´, com um falhanço incrível, após uma jogada de Gelson e Mateus Galiano.O resultado final viria a ser ditado com o bis de Mateus Galiano, aos 79´, que foi o marcador de serviço do dia, a finalizar um cruzamento de Ndikumana. Depois disso, só deu 1º de Agosto.

Excelente trabalho
O árbitro Airton Carmelino esteve invisível durante o desafio, o que pressupõe dizer que não complicou e ficou isento de influência no resultado final do duelo entre 1º de Agosto e Interclube. . Os seus assistentes demonstraram muita atenção nas jogadas e não incorreram em erros em lances de fora-de-jogo, estando em perfeita sintonia com o seu chefe de equipa. O jovem esteve seguro nas decisões que tomou, esteve próximo dos lances, mostrou em poucas ocasiões o cartão amarelo, garantindo um trabalho positivo. Foi uma aposta ganha do Conselho Central de Árbitros da Federação Angolana de Futebol, para um jogo deste calibre.


OPINIÃO DOS TÉCNICOS

“Cumprimos o objectivo”


Filipe Nzanza" 1º de Agosto“Ganhámos e esse era o nosso objectivo para este jogo. Enfrentamos uma boa equipa e ganhámos bem. Estamos a fazer o nosso trabalho, queremos vencer os quatro jogos que faltam, ainda restam 12 pontos e acreditamos enquanto matematicamente for possível chegar ao título”.

Interclube
“Perdemos bem”


Vaselim Vesko
“Parabéns a equipa do 1º de Agosto. Nós tentamos jogar e sair daqui (no estádio 11 de Novembro) com um resultado positivo, mas nós praticamente oferecemos o primeiro golo, tentamos reagir, mas não conseguimos. Acabamos por sofrer um outro golo quando estávamos atrás do empate. Penso que as duas equipas praticaram um bom futebol, mas o 1º de Agosto ganhou bem”.