Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1º de Agosto procura honrar Barbosa

Ant?nio Felix - 06 de Maio, 2017

Campeão 1º de Agosto tem obrigação de fugir à derrota no reduto do adversário

Fotografia: José Soares | Edições Novembro

Os desafios entre o Progresso da Lunda Sul -1º de Agosto, em Saurino, e o Kabuscorp do Palanca -JGM, no Huambo, são os cartazes de hoje, a partir das 15h30, no prosseguimento da 12º  jornada que ainda reserva o não menos aliciante Interclube - Académica do Lobito, em Luanda. O jogo Progresso do Sambizanga -Bravos do Maquis serviu ontem de pontapé de saída da ronda.

O campeão, 1º de Agosto, que na semana passada perdeu a liderança da prova para o Sagrada Esperança da Lunda Norte, tem hoje em Saurimo a obrigação de não perder diante do Progresso da Lunda Sul, pois, em caso de derrota, ou de repartição de pontos, corre o risco de ver o Sagrada - que  joga amanhã com o Petro, no Estádio 11 de Novembro - a adiantar-se  na classificação.

E a preocupação do 1º de Agosto  não se restringe à eventual \"fuga em frente\" do Sagrada.  O Kabuscorp que está na terceira posição é igualmente um dilema para os \"militares\" porque os palanquinos estão neste lugar ( 3º) com 26 pontos. Se derrotarem o JGM  e os \"militares\" baquearem diante dos \"lundas\", em Saurimo ficarão ultrapassados pela turma orientada por Romeu Filemon.

Trata-se de um contexto e de  um imperativo, que obriga o 1º de Agosto a bater o pé diante do Progresso da Lunda Sul, que quando joga em casa, costuma ser um osso duro de roer. Os militares do Rio Seco conhecem a determinação dos\" lundas\",. Estes, em casa, só consentiram  uma derrota em seis jogos.

Ivo Traça, técnico - adjunto do 1º de Agosto, mostrou-se confiante na conferência de imprensa, em que prometeu sair vitorioso. Primeiro, quer ver a  equipa  somar três pontos, para  superar o Sagrada na liderança. Segundo,  dedicar o triunfo, a título póstumo, ao seu grande craque que foi António Barbosa, falecido na quarta-feira, em Luanda.

O Progresso da Lunda Sul, em 11 jogos, ganhou três partidas, empatou dois, e perdeu sete. Em casa, ganhou três vezes, empatou uma e perdeu uma, enquanto  fora só teve um empate e cinco derrotas. No último jogo, o Progresso da Lunda Sul, segundo o técnico, cometeu muitos erros no eixo defensivo que resultaram em derrota. Por isso, mesmo antes, em 11 jornadas,  sofreu 19 golos por falhas defensivas e Albano César atribui-os  aos seus jogadores. Portanto, o 1º de Agosto que se cuide em Saurimo.

KABUSCORP - JGM

O Kabuscorp tem teoricamente um opositor fácil de contornar, o conjunto  JGM, que mesmo a jogar em casa (Estádio dos Kuricutelas, no Huambo), não faz mossa à equipa do bairro Palanca que vai ao Huambo a pensar  no jogo do Sagrada Esperança e do 1º de Agosto.Se as duas formações perderem diante dos seus adversários na segunda-feira o Kabuscorp surgirá  na liderança com 29 pontos.

O Kabuscorp nesta época parece estar mais organizado, em termos de plantel e de ambição ganhadora, se comparada  à  prestação da época passada em  que não conseguiu resgatar o título, que o presidente Bento Kangamba e seus pares exigiram primeiro, ao técnico Miller Gomes, e, depois, a Mateus Agostinho.

Hoje, se a equipa mantiver a mesma dinâmica que revela, sem desprimor  aos outros colegas, Jacques e Taty em  \" dia sim\",  podem vir a fazer ...gato sapato ao JGM, que traduzem uma mescla de jovens e veteranos. Estão mais a animar o campeonato com mera participação do que propriamente a competir.O Kabuscorp não pode marginalizar os números e estatísticas do JGM, que em casa regista: em seis jogos, duas vitórias, três empates ,e uma derrota. Marcou 11 golos e sofreu 12.

INTER-ACADÉMICA

O Interclube, apesar  de vir de uma derrota (1-0) em casa do 1º de Agosto não esmoreceu. Recebe no  Estádio 22 de Junho, ao Rocha Pinto, a visita da Académica do Lobito. O treinador principal dos \"polícias\",  Paulo Torres, afirmou ontem ter como pretensão uma vitória convincente sobre os estudantes.

O sexto lugar que a equipa ocupa, nesta altura do campeonato, ainda não  satisfaz. E, da mesma forma, a penúltima posição ocupada pela Académica do Lobito, na classificação, também não sossega os dirigentes, adeptos e sócios da equipa dos \"estudantes” do Lobito. Trata-se, pois, de duas preocupações para uma partida com desfecho imprevisível.

IVO TRAÇA
“Precisamos de ganhar este jogo”


A morte da antiga glória do 1º de Agosto, António Barbosa, serve de motivação para a equipa do 1º de Agosto procurar a vitória, hoje às 15h00, no Estádio das Mangueiras, diante do Progresso do Sambizanga, e dedicar o triunfo à família enlutada, de acordo com o técnico -adjunto, Ivo Traça.
Em declarações aos jornalistas, na quinta-feira, após o treino no campo do ex-RI20, o auxiliar de Dragan Jovic olha para vê a deslocação como uma missão de um único sentido.

\"Precisamos de ganhar o jogo, para dedicar ao nosso antigo-querido que foi o grande jogador António Barbosa, que morreu na quarta-feira, e nós iremos fazer tudo para ganhar este jogo, e dedicar a ele e a sua família\", disse.Durante a semana, a preparação decorreu dentro da normalidade, ainda assim, aguardam por algumas dificuldades próprias de um adversário com as características desta formação do leste do país.

\"Estamos bem, trabalhámos bem, sabemos que vamos encontrar uma equipa muito difícil, que é o Progresso da Lunda Sul, não vai ser fácil, mas nós vamos para esse jogo com o objectivo de ir buscar os três pontos que  são necessários\", reforçou.A onda de lesões que assola a equipa, desde a pré-época, obriga a  constantes mexidas no conjunto militar, porém, Ivo Traça garantiu que o 11 não vai fugir muito ao utilizado na jornada passada.

\"Acho, que não vai haver muitas mudanças, com relação ao último jogo que fizemos contra o Interclube. Não vou falar dos aspectos tácticos e técnicos, independentemente disso, dizer que tem um treinador muito astuto, que conhece bem o futebol nacional,  e o 1º de Agosto está a criar toda a estratégia para  impedir todos os nossos intentos. Mas nós também conhecemos bem essa equipa, principalmente, a jogar em casa e estamos precavidos para não sermos surpreendidos\", apontou.

Em função dos problemas financeiros que o Progresso da Lunda Sul atravessa, nesta semana os jogadores recusaram-se a treinar alguns dias,  situação que foi  minimizada por Ivo Traça.\"De nenhuma maneira, e eu como treinador não acredito nestas greves, os jogadores nunca ficam em greve, podem não estar a correr no colectivo com a equipa, mas qualquer coisa estão a fazer, e às vezes essas greves motivam muito os jogadores, porque resolvem-se alguns problemas e criam-se muitos perigos ao adversário, nós neste caso, que vamos lá jogar\", disse o antigo médio militar que desdramatizou o facto do 1º de Agosto nunca ganhar no Estádio das Mangueiras, e referiu que \"se nunca ganhou então será desta vez\". 

\"Acredito que somos uma das equipas que jogam melhor futebol, mesmo com muitos problemas de lesões, por isso, é que somos o 1º de Agosto e lutamos pelo título, penso que nós temos aliado os resultados às boas exibições, mas queremos jogar mais do que aquilo que fizemos contra o Interclube, esse é o nosso objectivo\", concluiu confiante.

MORAL ALTO
Manucho Dinis confirma motivação


A relva sintética do Estádio das Mangueiras é um dos factores que pode aumentar as dificuldades da equipa do 1º de Agosto, no jogo desta tarde, segundo o médio Manucho Dinis, que destaca a motivação que reina no seio do grupo para conquistar a vitória.Acho, que a disposição é boa, estamos a vir de uma vitória, estamos motivados, sabemos que vamos jogar num campo muito difícil, que não é uma relva natural, é sintética, mas estamos preparados para isso, por isso, trabalhamos todos os dias com o objectivo de ganhar os três pontos\", defendeu.

O jogador manifestou a  preocupação por não ser opção, mas colocou a equipa em primeiro lugar,  garantiu continuar a trabalhar para merecer a confiança do técnico Dragan Jovic. \"Estou preocupado, penso que todo o jogador quer jogar, mas não é o momento, acho que tenho de trabalhar, faço parte do grupo, a equipa está a ganhar, e o 1º de Agosto está em primeiro lugar, tenho de trabalhar e esperar pela minha oportunidade\", disse.

O clube recebeu na quarta-feira, a triste notícia do falecimento de uma das antigas glórias agostinas, António Barbosa, que inclusive treinou Manucho Dinis no Desportivo da Huíla, uma personalidade que o jogar pretende ver homenageada com um triunfo esta tarde. \"Acho, que é um momento triste, é alguém que enluta o futebol angolano e não só o 1º de Agosto, temos de dar força e apresentar os pêsames à família, por isso, é que vamos dar o máximo neste jogo, para dedicar a vitória a ele, porque também treinou muitos jogadores aqui do 1º de Agosto\", disse com muita tristeza do sucedido.

Manucho Dinis vê a relação da equipa com os adeptos, saudável e própria das exigências de um clube, como o actual campeão nacional.  \"Estamos conscientes de que quando se assina pelo 1º de Agosto, é uma grande responsabilidade, todos os dias os comentários são sobre o 1º de Agosto,  e estamos preparados para viver isso com os adeptos, nos bons e maus momentos. Existem momentos, em que nos apupam e noutros nos atiram flores, temos de estar preparados para ir a Lunda Sul e conquistar os três pontos, para nos mantermos em cima, e terminar a primeira volta em primeiro lugar\", rematou.                
JN