Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1 de Agosto quer manter trilho de vitrias na prova

Antnio de Brito - 25 de Abril, 2018

Chow (23), mdio trinco dos rubros e negros, refora o leque de opes do tcnico Zoran Maki.

Fotografia: SANTOS PEDRO| EDIES NOVEMBRO

Com o objectivo de galgar terreno e continuar a perseguição aos adversários da frente, o 1º de Agosto recebe hoje às 17h30 o Desportivo da Huíla, no Estádio Nacional 11 de Novembro, a contar para a 12ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola Zap, com a clara pretensão de vencer.
À procura da terceira vitória caseira, depois da igualdade sem golos com o Progresso Sambizanga e Petro de Luanda, o 1º de Agosto assume o  favoritismo na recepção ao seu “caçule”, pois, vem de trunfos seguidos no espaço de quatro dias, frente ao FC Bravos do Maquis (1-0), jogo em atraso para a terceira jornada e Do-mant FC do Bengo (3-1).
Apesar das exibições me-nos conseguidas, o detentor do título do Girabola disputa todas as fichas na ânsia de conseguir os três pontos em disputa, embora, o jogo se afigure difícil. Na condição de visitada, o 1º de Agosto não pretende desperdiçar novamente pontos em casa. Dos 12 pontos possíveis, os rubro - negros arrecadaram oito, deixaram escapar quatro que podem pesar nas contas finais.
Para que os três pontos sorriam, a formação do Rio Seco tem de jogar a um nível alto, visto que os militares da Região Sul pretendem contrariar ao máximo as intenções dos comandados de Zoran Manojlovic “Maki”.
Neste capítulo, o 1º de Agosto tem de jogar cauteloso, para evitar males maiores, uma vez que o Desportivo está a realizar  um percurso digno de realce, razão pela qual, ocupa a quarta posição com 17 pontos. O 1º de Agosto está um degrau abaixo, tem 15 pontos.
Dada  a ambição de ambas, espera-se um jogo bom de se ver e de desfecho imprevisível. Nos campeões nacionais, o médio Buá volta a falhar o jogo com o Desportivo, por falecimento da mãe. O trinco Macaia é outra baixa no plantel, depois da expulsão frente ao Domant, por acumulação de amarelos.
Por parte da equipa treinada por Mário Soares, o guarda-redes Kiss é baixa de vulto, por  contrair uma lesão na região lombar, no treino de segunda-feira. O “capitão” Chiwe também desfalca o grupo, por acumulação de amarelos.
No total de 26 jogos, o 1º de Agosto tem um registo de 18 vitórias (11 caseiras e sete fora de casa). O Desportivo nunca venceu a filial, em Luanda. Frente ao 1º de Agosto, a primeira e única vitória do grémio da Huíla foi há oito anos (3-1). Os restantes desafios terminaram  empatados.
No dérbi da capital, o Ka-buscorp do Palanca defronta o Progresso do Sambizanga  às 17h30, no Estádio Municipal dos Coqueiros, com a balança a jogar a favor das duas equipas. Em franca ascensão, os palanquinos procuram  manter a boa performance das duas últimas jornadas, após vitórias sobre o Sagrada (2-0) e diante do Cuando Cuban-go FC (1-0).
Depois da chamada de atenção de Bento Kangam-ba, o Kabuscorp de Jorge Traquil parece que entrou nos carris. A equipa está mais ousada, comparativamente ao futebol demonstrado nos jogos menos conseguidos. Apesar do respeito pelo adversário, o Progresso pretende travar a marcha vitoriosa do adversário.
O Sporting de Cabinda mede forças com o Cuando Cubango FC às 15h30, no Estádio Municipal do Tafe, a fim de regressar às vitórias no campeonato. Depois do em-pate (1-1)  na deslocação ao Dundo, frente ao Sagrada Esperança, a formação leonina é clara favorita no jogo, com a orientação técnica  de Abel da Conceição. Em casa, o Sporting costuma complicar ao máximo a vida aos adversários, pelo que o Cuando Cubango tem  para já, um jogo de elevado grau de dificuldade.
Amanhã, no Estádio dos Kuricutelas, o JGM do Huambo enfrenta o Sagrada, às 15h00, com a equipa treinada por José Luís Borges à procura da primeira vitória no campeonato. Diante dos lundas, os planálticos  jogam o tudo ou nada, apesar do jogo ser bastante difícil. Com um jogo em atraso, frente ao 1º de Agosto (sétima jornada), o JGM tem um saldo de três empates e sete derrotas.