Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1 de Agosto tem mais rigor defensivo

Jorge Neto - 03 de Março, 2016

Agostinos esperam manter veia goleadora no sbado no Estdio 11 de Novembro com o 4 de Abril do Cuando Cubango

Fotografia: kindala Manuel

A equipa do 1º de Agosto, ao contrário das duas jornadas iniciais da época passada, ainda não sofreu qualquer golo no Girabola Zap 2016, de acordo com os pressupostos defensivos traçados pela equipa técnica liderada pelo bósnio Dragan Jovic.

No ano passado, à saída da segunda jornada o conjunto militar tinha consentido cinco golos e marcado dois, um quadro radicalmente alterado este ano. Os agostinos pretendem sofrer o menor número de golos possíveis e concretizar mais vezes, aliás, objectivo que está a ser cumprido de momento.

A consistência defensiva é dos pilares dos rubro -negros que apostam num quarteto formado pelo capitão Dani Massunguna e Sargento Ekundi, no eixo central, e nas laterais Isaac e Paizo. Na baliza, Dominique continua a merecer a confiança da equipa técnica, após terminar o ano passado entre os postes, relegou para o banco de suplentes o experiente guarda-redes Tony Cabaça.

Este ano, a equipa técnica trabalha no entrosamento e na concentração do quarteto defensivo e com o apoio dos médios no vaivém defensivo, o guarda-redes Dominique ainda não foi buscar a bola no fundo das redes. No sábado às 18h00, no Estádio 11 de Novembro tem a recepção ao  4 de Abril do Cuando Cubango, os militares certamente vão apostar nos mesmos jogadores defensivos, num desafio que em teoria são favoritos aos três pontos.

A jogar em casa, os rubro-negros estão conscientes da "obrigação" de vencer ao menos experiente adversário, querem ao mesmo tempo evitar que o jogo se transforme numa batalha idêntica a David e Golias.

Respeitar todos os adversários é a forma de ser e de estar dos agostinos, conforme tem defendido o técnico adjunto Filipe Nzanza, porém, isso não invalida que depois do apito inicial os militares imponham a sua maneira de jogar, para atingir a vitória.


TREINADORES
Jovic e Machado travam duelo


O desafio entre as equipas do 1º de Agosto e do 4 de Abril vai marcar pela primeira vez o encontro entre os dois conjuntos, no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, daí não haver um histórico entre ambos. Por este motivo, Dragan Jovic e João Machado travam igualmente o primeiro duelo nas suas carreiras.

A realizar a  terceira época na competição, o técnico do 1º de Agosto trabalha com o objectivo de resgatar a mística do clube militar. Para já,  implementou a sua filosofia de jogo, em que os jogadores sentem-se completamente identificados e à vontade.  

Para o técnico bósnio, este é o ano em que deve conquistar o Girabola Zap, uma vez que  conhece melhor os seus jogadores, o clube e os próprios adversários. Do lado contrário, João Machado é o técnico mais antigo a orientar no campeonato, daí ser conhecido como o "decano" dos treinadores. O técnico está na base da subida da equipa à Primeira Divisão, a primeira vez na sua história, tem como objectivo principal a manutenção.

Por isso, o treinador angolano tem competência para traçar uma estratégia que dificulte a vida ao 1º de Agosto. Aliás, essa atitude ficou visível na primeira jornada com o Petro de Luanda, em que perdeu por 1-0, no Estádio 11 de Novembro, e na jornada seguinte ao receber o Benfica de Luanda, venceu por 2-0, resultado que os habilita a sonhar com um bom resultado na terceira ronda. Ou seja, caso viaje com a  "lição bem estudada" a formação da província do Cuando Cubango pode somar, pelo menos, um ponto.
JN