Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1 de Agosto vulgarizou o Progresso do Sambizanga

Manuel Neto - 05 de Abril, 2015

Os militares do Rio Seco bastante determinados mostraram eficcia na casa dos sambilas de onde somaram trs importantes pontos que melhorou o lugar na tabela

Fotografia: Paulo Mulaza

O  1º de Agosto só ontem conseguitam celebrar e cantar a segunda vitória e, desta feita, serviu para subir lugares e também agudizar a crise de resultados do Progresso Associação Sambizanga, vencendo-o ontem na Cidadela por calros  3-0.

Os militares entraram afoitos em campo procurando marcar logo nos primeiros minutos de jogo, criando um grande volume de jogo no seu sector intermediário, onde Papel na direita e Mingo Bile na esquerda chegavam com muito perigo ao último terço sambila, mas faltava alguma serenidade por parte dos seus atacantes.

 Este mau aproveitamento dos militares foi bem explorado pelo Progresso que ao longo do jogo foi acreditando que podia ombrear com os militares e aos poucos foi assentando o seu jogo e com jogadas de contra-ataque procurava com intencionalidade furar a barreira do 1º de Agosto e por pouco não chegou ao golo quando Russik depois de ultrapassar o seu adversário viu o seu remate cruzado, passar rentinho ao poste inferior de Cabaça.

Os militares assustaram mas bateram o pé e continuavam com jogadas continuadas bem ripostada pelo Progresso que nesta fase do jogo fazia as transições com cadência dificultando ao máximo o seu adversário.

Os militares aninda com o sabor amargo do empate da jornada com o Libolo votaram a acelerar fundo e com lances de bola parada estremeciam a muralha defensiva do Progresso.

Fruto deste ambiente, Isaac dentro da área foi rasteirado por Russik e  Ben  Traoré de  penalti  levou ao estádio ao delírio ao marcar o primeiro golo da partida, eram passados 39 minutos. O Progresso não esmoreceu foi fazendo o seu jogo na procura da igualdade mas as situações de golos eram muito pobres que ficavam apenas pela intenção.

 A turma que veio do sambila compreendeu que o resultado não lhe interessava e regressou aos relvados mas atrevida procurando incessantemente pela posse de bola no sentido de chegar ao golo mas os militares foram cada vez mais acutilante e aproveitando bem algumas falhas defensivas dos sambilas Ary Papel aos 67 minutos elevou o marcador para 2-0. O Progresso não se encontrou e o 1º de Agosto ampliou o resultado por Gelson aos 61 minutos.  O rapaz está a dar conta do recado.

OPINIÃO DOS TÉCNICOS

 (Zico)
(Progresso ) - “Vamos continuar a trabalhar”


“Tudo fizemos para ganhar o jogo mais infelizmente perdemos, o 1º de Agosto aproveitou bem as oportunidades, Agora vamos levantar a cabeça para continuar a trabalhar para os próximos jogos. Aliás o futebol tem destas coisas”.


 Filipe Nzanza
(1º de Agosto) - “1º de Agosto precisava vencer”

 
“Aproveitamos bem as oportunidades de golos que criamos e valeu a vitória alcançada. Aliás o 1º de Agosto já precisava vencer para sair do lugar que se encontra e penso que já esta a se enquadrar e esperamos ir ao Dundo jogar com o Sagrada  em busca de  mais uma vitória”.