Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1 de Maio de Benguela empata com Progresso da Lunda Sul

Jlio Gaiano, em Benguela - 30 de Maio, 2016

A equipa visitante depois de ter estado a perder a maior parte do tempo conseguiu no fim o golo da igualdade

Fotografia: Jos Soares

A paciência e perspicácia dos jogadores da formação do Progresso da Lunda Sul resultou num empate saboroso diante do 1º de Maio de Benguela que acabou penalizado pela estratégia mal montada pelo seu técnico que, diga-se, poderia ter uma estreia melhor daquela que aconteceu, ontem, no estádio municipal Edelfride Palhares da Costa "Miau".

O atacante do Mongo foi um autêntico "estraga-prazeres". Deixou o estádio silenciado, quando no minuto 90'+3', anulou a vantagem construída pelos proletários, no minuto 53, por Caporai. O jogo referente à 14ª jornada do GirabolaZap2016, assinalou a estreia Nzuzi André e companheiros (Pedro Santos e António Brandão) no comando da equipa técnica, em substituição do professor Joaquim Nfinda "Mozer".

O encontro em si, resumiu-se em duas fases distintas, com a primeira marcada por rigor táctico entre os contendores, ao passo que a segunda, teve o domínio total do Progresso da Lunda Sul, a partir da altura em que sofreu o golo de Caporai (53'), que aproveitou a distracção dos centrais para, de forma vitoriosa, cabecear para fundo da baliza guarnecida por Wilson Alegre.

Mais uma vez, prevaleceu a máxima segundo a qual: "quem por gosto corre não se cansa". Foi justamente, isto que se viveu ontem, no municipal Edelfride Costa, em Benguela, aconteceu. Enquanto, os proletários se preocupavam e gerir o tempo, com queimas de tempo, os progressistas preocuparam-se em jogar a bola. Correram que se fartaram, até que já ao cair do pano, viram o seu esforço compensado, com o golo de Mongo, no minuto 90´+3', ante a tristeza dos milhares de benguelenses que, a partir das bancadas, assistiam de forma estupefacta, a festa dos comandados de Kito Ribeiro.

Foi festa rija, no relvado que se viveu.
A actuação da equipa de arbitragem, liderada por José Álvaro, com um ou outro erro este bem, pelo que não influenciou no resultado final. Arbitragem regular.

OPINIÃO DOS TÉCNICOS
Nzuzi André   (1º de Maio )


“Fomos infelizes na defesa” - "Foi um jogo que poderíamos ter ganho. Os meus jogadores acobardaram-se e deixaram-se bater, numa altura em que tínhamos o jogo controlado. Em suma, foi um empate com sabor a derrota. Que fazer? Paciência!".

Paulo Figueiredo  
( Progresso da Lunda sul )

“O empate ajusta-se” - "Foi um jogo interessante de se assistir. As duas equipas souberam bater-se bem e acabaram empatados. Foi pena termos conseguido este empate nos últimos minutos da partida. Mesmo assim, valeu o empate, pelo que considero justo o resultado aqui conseguido"