Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1 de Maio prepara reforos

J?lio Gaiano , em Benguela - 29 de Maio, 2017

Nomes dos jogadores contactados para reforar a equipa ainda esto sob segredo

Fotografia: Antnio Soares | Edies Novembro

A garantia foi dada ontem pelo vice-presidente para os Assuntos Jurídicos, Victorino Vissele, ao Jornal dos Desportos. \"Estamos a acertar os detalhes no que toca a questões do foro administrativo, para de forma oficial se avançar com os nomes dos jogadores que vão reforçar o plantel principal, para a  segunda volta  e obviamente, disputar a manutenção \", frisou.

Victorino Vissele não precisou os nomes dos atletas, por alegada questão de princípio, mas disse que em função das limitações financeiras, a direcção em concertação com os membros da equipa técnica recorreu ao mercado local, e recrutou um guarda-redes, dois defesas e um avançado.
A estes juntam-se os dois ex-juniores, o médio Jamanta (Electro do Lobito) e o avançado Telmo (Acácias Rubras) que ao longo da 1ª volta se encontravam sob observação da equipa técnica.

\"Estamos no Girabola com objectivos modestos, por isso, precisamos de racionalizar ao máximo o pouco (dinheiro) que temos, se quisermos terminar o campeonato em beleza, claro, à nossa maneia\", apesar de insistir em não revelar nomes dos jogadores dispensados,  assim como dos aguardados reforços.

À luz dos regulamentos da Federação Angolana de Futebol (FAF), o 1º de Maio de Benguela baixou de divisão, devido à fraca prestação que realizou no GirabolaZap2016, mas por desistência do Benfica de Luanda foi repescado e mantém-se na primeira divisão.



APOSTA
Tramagal agrada
direcção proletária


O técnico Agostinho Tramagal que sucessor  Hélder Teixeira, à frente do 1º de Maio de Benguela, está a agradar porque em seis jogos obteve sete pontos (1,16).

A direcção considera tratar-se de uma aposta, que parece estar a resultar, se levar-se em conta que os  quatro  jogos, a equipa somou duas vitórias, um empate e igual número de derrota.

O vice, Victorino Vissele, considerou positivo o trabalho prestado pelo actual técnico, e espera que possa melhorar ainda mais, na segunda volta, a julgar pelos objectivos preconizados pela direcção, que passa, justamente, pela continuação no campeonato.

Antes, a direcção do 1º de Maio de Benguela presidida pelo empresário Wilson Faria, tinha decidido apostar numa equipa técnica que melhor se adequasse  ao perfil definido pelo clube, e muitos nomes como de Rui Teixeira, Júnior Paulino, Pinto Leite surgiram para treinar  o1º de Maio de Benguela.

A última palavra, contudo, coube ao presidente Wilson Fernando Faria que propôs a indicação do professor José Alberto Agostinho \"Tramagal\", para  substituir  Hélder Mário Teixeira.

Este abandonou o cargo, numa altura, em que a equipa clamava por melhores resultados. Foi uma decisão que de resto gerou comentários desencontrados, entre os aficionados da modalidade em Benguela.

Os números falam por si. Em nove jornadas, a equipa sob a liderança de Hélder Teixeira somou 8 pontos (um médio de 0,88 pontos por jogo).                                           
JG