Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

1 de Maio sela despromoo

Jlio Gaiano, em Benguela - 02 de Agosto, 2018

Fotografia: Edies Novembro

Ao perder frente a Académica do Lobito, a formação do Estrela Clube 1º de Maio de Benguela terá dito adeus ao GirabolaZap, para a desolação dos associados e adeptos que testemunharam o sucedido. O desafio disputado no estádio nacional de O’mbaka contou para 27ª jornada do campeonato nacional da primeira divisão. Vander sentenciou \"desgraça\" dos proletários. O jogo em si começou aos soluços. As duas equipas entraram receosas e apresentaram alguma falta de acutilância, mas, com o desenrolar do tempo, os jogadores perderam o medo e soltaram-se. Passaram a correr mais e assistiu-se a um \"ora atacas tu, ora ataco eu\". Estava lançado a contenda, com a Académica a revelar-se mais perigosa. Importunou, de forma insistente, o último reduto do 1º de Maio de Benguela que respondia, esporadicamente, as ofensivas contrárias.
No entanto, o golo que \"afundou\" os proletários aconteceu aos 41 minutos num lance, envolvendo Gaston Tshabalala que, em tarde de inspiração, tirou do caminho dois contrários e, a entrada da área, serviu com mestria ao Vander que, já sem oposição, atirou a contar, ante a aflição de milhares de adeptos afectos à formação benguelense que, aos prantos lamentavam pela \"desgraça\". Houve choros e muita gritaria a partir das bancadas.  
Na verdade, o golo abalou por completo a estratégia montada pelo 1º de Maio de Benguela que, diante da situação, passou a atacar de forma atabalhoada, o que facilitou ainda mais o adversário que explorou ao máximo o momento para gerir o tempo e esperar pela sinalética do apito final. Uma estratégia que acabou por resultar. Pois os pupilos de Agostinho Tramagal já não ofereciam resistência e conformaram-se com a derrota que os coloca na condição de despromovidos.