Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

" Estamos a fazer jogos de controlo na competio"

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 09 de Setembro, 2019

Teste da equipa benguelense no Lubango com Desportivo deixou o tcnico satisfeito

Fotografia: Ndombele Bernardo | EDIES NOVEMBRO

O empate a dois golos registado no jogo -treino, que se disputou no sábado, no Estádio do Ferroviário, no Lubango, entre o Desportivo da Huíla e o Wiliete Sport Clube de Benguela, permitiu aos técnicos dos dois conjuntos tirar algumas ilações sobre os aspectos a corrigir,  com vista os desafios da quarta jornada do Girabola Zap 2019/2020,  que deixou satisfeito o treinador do grémio benguelense, Agostinho Tramagal, que promete uma equipa muito forte e segura a pontuar, em qualquer campo, caso cometa menos erros defensivos.
Agostinho Tramagal, que enalteceu o convite do Clube Desportivo da Huíla para disputar o amistoso no Lubango, dada a pausa no Girabola Zap  devido ao compromisso dos Palanca Negras que disputam a qualificação para a fase de grupos ao mundial do Qatar, em 2022, sem estar em causa o resultado, disse que ficou satisfeito porque a sua equipa começou muito tarde a preparação para o campeonato e não fez nenhum jogo-treino, por isso, estão a fazer jogos de controlo, o que não é muito bom.
“Aproveitamos a pausa para efectuar este amistoso, aqui no Lubango, fruto do convite formulado pelo Desportivo da Huíla. Estamos satisfeitos, porque começamos muito tarde a preparação e a nossa equipa não fez qualquer jogo. Estamos a fazer jogos de controlo, na competição, o que não é muito bom. Então, aproveitamos para ver como é que a juventude corre na altitude. Não esteve em causa o resultado, penso que as duas equipas são muito jovens”, disse.
Reconheceu que a equipa do Desportivo da Huíla é muito mais compacta e forte do que o Wiliete Sport Clube de Benguela. Ainda assim, acrescentou Agostinho Tramagal, aproveitaram esse treino para dar mais ritmo ao grupo.
Admitiu, que este ritmo na competição está difícil, para o Wiliete de Benguela encontrar. Por isso, ainda pensa disputar mais um amistoso, “mas foi um bom amistoso e tirámos partido, fundamentalmente por ser na altitude, porque este ano vamos jogar três vezes na altitude. Viremos ao Lubango para competição e vamos ao Huambo em duas ocasiões ”, referiu.
Para Agostinho Tramagal, o crescimento do grupo agrada-lhe e justificou que em 15 dias fez o jogo com o Petro de Luanda, em que empataram (2-2), perdeu com o Recreativo do Libolo (2-0) e voltou a empatar com a Académica do Lobito (1-1),  equipas que considerou estarem bem estruturadas, com um bom andamento e com muita experiência.
“Estamos num bom caminho. Temos uma equipa muito jovem, com alguns atletas experientes  no nosso seio, e como o nosso objectivo é a permanência no Girabola Zap, este grupo nos agrada”, manifestou.
O técnico avançou que podiam ter um grupo melhor que o actual, mas não foi possível, contudo, a juventude está aí.
“Os atletas estão na montra e acreditamos que com o trabalho e tempo vamos aprimorar alguns aspectos. Viram, por exemplo, neste jogo -treino (no passado sábado), cometemos dois erros defensivos. Os nossos dois principais guarda-redes, os que têm jogado, não estavam neste amistoso por problemas de lesão, por isso, houve falta de enquadramento, porque são dois jovens guarda-redes que estão connosco em experiência”, avançou.
Agostinho Tramagal reconheceu, que ainda assim, tem de trabalhar muito no sector defensivo, onde a equipa cometeu vários erros, porque marcaram dois golos e sofreram igualmente dois no treino com os militares da Região Sul.

PRÓXIMAS JORNADAS
Técnico promete
equipa diferente

Agostinho Tramagal almeja uma equipa diferente no jogo com o Sporting de Cabinda.
O técnico principal do Wiliete Sport Clube de Benguela, Agostinho Tramagal, promete uma equipa diferente, melhorada em termos defensivos e em concentração, para contrariar todo o favoritismo do Sporting de Cabinda, desafio que vai contar para a quarta jornada do Girabola Zap 2019-2020.
“A próxima jornada, em Cabinda, para defrontar o Sporting Clube local, teremos um Wiliete melhor do que todos os jogos passados. Não cometer muitos erros defensivos, porque notamos que em três jogos sofremos cinco golos, marcamos três, fizemos dois pontos e perdemos um jogo. Então, vamos ter uma equipa diferente da que tivemos em termos defensivos”, prometeu.
Agostinho Tramagal precisou que o sector defensivo é o que mais o preocupa. Por isso, o trabalho nesta semana vai incidir mais nessa vertente, para tentar concentrar na defesa e melhorar esse aspecto.
“Se conseguirmos melhorar esse aspecto, creio que vamos ter um Wiliete a lutar jogo pelo jogo. Compreendemos que o Sporting de Cabinda é favorito em sua casa. Mas vamos  contrariar esse favoritismo, impor o nosso futebol e dizer aos jovens que é possível pontuar em Cabinda”, preveniu.
Agostinho Tramagal disse estar confiante, que se a equipa que orienta tecnicamente jogar bem, vai ser possível em Cabinda pontuar.