Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Acadmica preocupa lobitangas

Jlio Gaiano, em Benguela - 25 de Março, 2015

A prestao da Acadmica do Lobitono nas ltimas jornadas est a preocupar os dirigentes e a massa associativa do clube

Fotografia: Jornal dos Desportos

A derrota consentida pela Académica do Lobito em casa, diante do Progresso do Sambizanga, no domingo, em partida  pontuável para a sexta jornada do Girabola2015, está a criar um ambiente de insatisfação no plantel.Alguns dirigentes da formação lobitanga manifestaram a insatisfação e receiam que os estudantes estejam em declínio no campeonato, o que pode comprometer os objectivos traçados para o ano de regresso ao Girabola.

O Jornal dos Desportos constatou existirem membros da direcção que temem  uma possível derrocada da equipa, já que o percurso da equipa tem deixado antever uma campanha bastante complicada.Alguns responsáveis da Académica do Lobito que pediram o anonimato, lamentam o momento que o clube enfrenta e recordam que a exibição nos dois primeiros jogos, deixava antever uma prestação airosa.

Apontam as derrotas com o Domant FC e o Progresso como a ponta do iceberg da única equipa da província de Benguela no campeonato nacional da I divisão.Admitem mesmo, que a confiança e o carinho que os pupilos de Ekrem Asma tinham dos seus adeptos tende a esfumar-se. Os consecutivos desaires que somou nas duas última jornadas indiciam  uma prova renhida e bastante complicada, acto que se agrava com a sua condição de equipa pequena.

“A equipa produz pouco e como senão bastasse, não dá mostras de evoluir, tanto mais que os seus adversários já começaram a aperceber-se dessa vulnerabilidade. Ou seja, foi assim, no Bengo e o mesmo repetiu-se no O’mbaka, com o Progresso Sambizanga”, desabafou um dos nossos interlocutores. De avcordo ainda com a nossa fonte “nos dois jogos, assistiu-se a uma Académica do Lobito quebrada fisicamente na segunda metade da contenda, facto aproveitado pelos seus adversários que venceram as respectivas partidas.É como quem diz, não está fácil competir no Girabola2015”, reforçou a sua posição.

DIRECÇÃO
Silêncio “tumular”
indicia suspeição


A crise de resultados na Académica do Lobito está a ser encarada como algo preocupante, pela sua massa associativa. A equipa está coleccionar vários insucessos que tem criado um mau estar.Num universo de 18 pontos possíveis, os pupilos de Ekrem Asma somaram apenas seis (seis), o que espelha bem a fragilidade de um conjunto (pequeno) que sabe bem o risco que corre quando desperdiça pontos em casa.

Em função desta realidade, o JD procurou ouvir alguém ligado à  direcção para se saber mais sobre a situação  decorrente.Infelizmente, fomos mal sucedidos. Ninguém se prontificou a falar sobre o assunto. Evocaram problemas conjunturais e que ninguém está autorizado a tecer qualquer declaração à imprensa, enquanto perdurar a “crise”.

Apesar das qualidades técnicas e táctica que apresentam, Jacek (alemão), Cissé (franco-senegal) e Daniel (francês) estes atletas ainda não “explodiram” no Girabola. Contudo, espera-se que nas próximas jornadas vêm a revelar-se autênticos reforços para os interesses da turma dos estudantes.Lembrar que a direcção da Académica Petróleos do Lobito definiu a manutenção no Girabola, como prioridade na presente época.