Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Académica decide hoje permanência no Girabola

Betumeleano Ferrão - 29 de Outubro, 2017

o Progresso da Lunda Sul - Académica do Lobito, os dois contendores estão proibidos de falhar

Fotografia: Jornal dos Desportos

A manutenção no Girabola Zap, é capaz de tornar mais renhido o Progresso da Lunda Sul - Académica do Lobito, os dois contendores estão proibidos de falhar, mas não é preciso fazer muito esforço para perceber que ambos não podem vencer, a bem da verdade o empate não lhes serve, o único resultado que sambukilas e estudantes podem alcançar ao mesmo tempo.

Os 3 pontos têm a mesma importância para as duas equipas, mas as contas dos estudantes são mais fáceis de fazer se triunfarem extramuros, pois, chegavam aos 30 pontos e garantiam de maneira automática a permanência no campeonato.

O Progresso da Lunda - Sul tem de vencer ou vencer, para evitar enterrar-se, é verdade que depois ainda falta uma derradeira jornada para corrigir o eventual desaire caseiro, mas os lundas sabem da importância de dependerem de si. Ganhar aos estudantes dá a chance de ter a faca e o queijo na mão, o oposto não trás nada de bom, em parte, por que o fecho do campeonato vai ser no difícil reduto do Desportivo.

A importância do jogo Progresso - Académica, exige um árbitro competente, que deixe as equipas focadas na vitória. Por mais que se queira fingir, se o juiz aparentar parcialidade numa má decisão, é capaz de afectar de maneira decisiva o desempenho de quem tiver motivos de queixa.

O 1º de Maio de Benguela contrariou todas às expectativas,  entrou na fase do lucro mais cedo do que o normal, é por isso, que os adeptos que forem ao Municipal vão se negar a perdoar até o empate com o JGM do Huambo. Os proletários estão a fazer uma das épocas mais tranquilas dos últimos anos,  não podem vacilar no melhor momento.

O JGM gosta de surpreender, nas pontas finais, o estrondoso triunfo sobre o Kabuscorp é uma boa amostra da ambição dos planálticos de levar a luta pela manutenção até à última jornada.

Ainda nessa ronda está previsto, o Recreativo do Libolo - FC Bravos do Maquis, para às15h00  no Estádio de Calulo, jogo que é capaz de não ser muito empolgante, porque uma das equipas, o Maquis, parece estar com o pensamento na final da Taça de Angola, tem pois de dar a volta em casa, ao desfavorável 2-0 contra o Petro de Luanda.

Nem Libolo nem Maquis fizeram a temporada almejada, os maus resultados afastaram as duas equipas das metas traçadas, ainda assim, é possível que os libolenses que se despedem dos seus adeptos, correm mais riscos para apagar a má imagem construída nos jogos caseiros, pois ao contrário dos anos passados, perdeu muitos pontos no seu reduto.