Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Acadmica volta ceder pontos em casa

Jlio Gaiano, no Lobito - 03 de Março, 2020

Fotografia: Contreiras Pipa |Edies Novembro

Ainda não foi desta que a Académica Petróleos do Lobito regressou às vitórias na segunda volta, nos jogos em casa, e dar um passo na questão da manutenção esta época no Girabola Zap.
O empate a um golo consentido diante do Ferrovia, no desafio disputado no estádio do Buraco, foi frustrante para os estudantes e a massa associativa que auguravam vencer em casa, e fazerem as pazes com a sua massa associativa. “Não dão nada”, vociferavam, os adeptos no final da partida.
A Académica do Lobito até foi a primeira a marcar por intermédio de Odilon, no minuto 63, num lance bastante contestado pelos jogadores e membros da equipa técnica da equipa do Huambo.
Na verdade, foi um lance que deixou algumas dúvidas, dada a posição em que se encontrava o atacante da turma treinada pelo professor Águas da Silva. Contudo, o árbitro José Sebastião Maxia, próximo do lance, manteve a sua posição irredutível, sancionou golo.
A vantagem terá feito mal aos lobitangas, que de forma incompreensível, caíram numa monotonia galopante. Ou seja, relaxaram, o que permitiu a ascensão do adversário que, numa jogada de insistência igualou a partida com o golo de Mavambo aos 77\'.
Minutos depois, o Ferrovia podia ter ampliado o maracdor, não fosse a falta de calma de um de Mavambo que, defronte à baliza deixou-se desarmar por Valdez.
Na verdade, foi uma tarde negra para a formação lobitanga que só têm de se queixar de si mesmo. Fartou-se de falhar uma mão cheia de golos, numa partida em que a equipa visitada foi protagonista de um futebol calculista e metódica, cumprindo com o seu objectivo, pontuar.
A actuação da equipa da arbitragem, liderada por José Sebastião Maxia pautou-se pela positiva. Revelou-se à altura na condução do jogo, mantendo-se firme nas suas posições. Em suma, foi uma actuação digna de registo, pelo que mereceu da nossa parte distinção positiva.
Ainda ontem, o Wiliete de Benguela perdeu a invencibilidade em casa, fruto da derrota de 2-1 diante do Desportivo da Huíla.