Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Acertar o passo

Paulo Caculo - 04 de Abril, 2017

Campeonato ganha interesse com disputa pelo pódio dominado por trio de candidatos

Fotografia: JOSÉ COLA | Edições Novembro

Progresso da Lunda Sul e Recreativo do Libolo defrontam-se hoje, às 15 horas, no Estádio das Mangueiras, em Saurimo, desafio para a conclusão da sexta jornada do Girabola Zap. O jogo devia ser disputado em Março, sofreu adiamento, em virtude do engajamento dos libolenses nas competições africanas de clubes.

Separados na tabela de classificação por seis pontos, Progresso (15º/4) e libolo (8º/10) partem para o confronto com o mesmo objectivo: somar os três pontos,  recuperar terreno em relação aos lugares de topo. Os lundas vêm de uma importante vitória, por 2-0, frente ao 1º de Maio, ao passo que os libolenses recuperam do empate sofrido frente ao líder Kabuscorp.

A maior pressão deste jogo atribui-se ao conjunto da casa, dada a posição aflitiva que ocupa no campeonato. Em face disso, ao conjunto de Saurimo a vitória afigura-se imperiosa, caso queira encetar a necessária fuga dos lugares de despromoção. Repetir o resultado e a exibição muito bem conseguida na oitava jornada, é o que se exige ao conjunto às ordens de Albano César, no duelo com a formação orientada por Vaz Pinto.

Apesar de jogar fora de portas, ao Libolo atribui-se clara dose de favoritismo,. Como os favoritismos não vencem jogos, ao conjunto de Calulo espera-se que seja capaz de provar em campo, reunir os maiores argumentos para suplantar o adversário.

Se, por um lado, o Progresso chega a este jogo com os níveis de motivação em alta, fruto da primeira vitória alcançada no campeonato, por outro, o Libolo precisa de se redimir do deslize consentido na jornada anterior, sob o risco de continuar a ver o "pelotão" da frente cada vez mais distante.

Assim, aguarda-se por um jogo em que os donos da casa vão procurar assumir, desde muito cedo, o domínio territorial da partida, mas com o conjunto forasteiro a impor o seu futebol. A jogar em casa, e perante os seus adeptos, certamente, que o Progresso pode  tomar a iniciativa de jogo, coarctar ao adversário a posse de bola, e criação de jogadas de ataque, susceptíveis de provocar calafrios à sua baliza.

Em caso de triunfo, os lundas de Saurimo alcançam os sete pontos,  saltam para o 11º lugar, acima da linha de água, ao passo que os libolenses saltam para a sexta posição, com 13 pontos. Um bom jogo em perspectiva!

GIRABOLA ZAP
Kabuscorp cede terreno aos rivais


O Petro de Luanda e o 1º de Agosto ganharam pontos, em relação ao Kabuscorp do Palanca, pela segunda vez, ao vencer os seus adversários na oitava jornada do campeonato. O tricolores pontuaram (1-0), na deslocação ao terreno do Recreativo da Caála, ao passo que os militares triunfaram (1-0), na recepção ao Santa Rita de Cássia FC, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda.

Numa jornada em que o líder do campeonato cedeu terreno, ao empatar a duas bolas com o Recreativo do Libolo no desafio de destaque da jornada, realce para o facto do deslize do Kabuscorp permitir  a aproximação dos "crónicos" rivais, 1º de Agosto e Petro, que reduziram para um e dois pontos, respectivamente, a distância da liderança.

Tricolores e militares já aproveitaram de uma escorregadela dos palanquinos, na jornada cinco, para reduzir a desvantagem que enfrentam na tabela de classificação. Na altura, a equipa do Palanca tinha cedido ao empatar na visita ao Santa Rita de Cássia.

Com a sexta vitória, 1º de Agosto e Petro mantêm acesas as esperanças pela liderança do Girabola Zap, com 19 e 18 pontos, facto que torna interessante o campeonato, em vésperas de se defrontar para o dérbi da jornada nove, agendado para o fim-de-semana.

Destaque também para o Sagrada Esperança, que manteve a pressão ao terceiro lugar, uma vitória sobre a Académica do Lobito, por 4-2, em pleno Estádio do Buraco. Com o triunfo, a equipa orientada por Ekrem Asma consolidou a quarta posição, com 16 pontos, enquanto os lobitangas prolongaram o seu descalabro.

Há cinco jogos consecutivos que os estudantes do Lobito não ganham – aliás, não o fazem desde à 3ª jornada, em que venceram o Caála – e, por isso, mantêm-se na zona de despromoção, no 16º lugar, com 4 pontos.

Melhor nesta jornada, esteve o Progresso da Lunda Sul que quebrou um ciclo de sete jogos sem vencer. O conjunto de Saurimo derrotou o 1º de Maio de Benguela, por 2-0, num jogo em que pela primeira vez os lundas  marcaram mais de um golo.

Enquanto isso, no meio da tabela, o Progresso do Sambizanga regressou às vitórias, ao superar o JGM do Huambo, pela vantagem mínima (1-0). Com o triunfo, os sambilas somaram a terceira vitória e conservaram a sexta posição, beneficiaram da derrota do Caála.

Quem também regressou aos triunfos, é o Desportivo da Huíla, ao vencer o FC Bravos do Maquis, por 1-0, com golo de Jó,  aos 89 minutos, num altura e que todos apostavam que o empate era o desfecho final.

O ASA, por seu lado, continua sem vencer, embora não sofra derrotas nos últimos três jogos.  Nova igualdade, aconteceu diante do Interclube, equipa que quebra um ciclo de duas vitórias consecutivas, e atrasa-se na recuperação dos lugares da frente.