Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Acordo de cavalheiros no adeus

Daniel Melgas, no Luena - 05 de Novembro, 2017

Maquisardes e polícias encerram o campeonato sem entrega e falta de ambição

Fotografia: NIcolau Vasco

O avançado Chole, conseguiu finalmente marcar um golo importante para o FC Bravos do Maquis, evitando assim um desaire, no estádio Mundunduleno, na última jornada do Girabola Zap 2017, mas não evitou  o empate a uma bola.

O desafio iniciou como se fosse amistoso. Sem muitos condimentos futebolísticos até que, o defesa maquisardes Dany levou a bola ao posto direito da baliza defendida por Nelson. O mesmo Dany viria a efectuar um cruzamento \'mortal\' para Chole, mas este foi interceptado por um defesa contrário na \"boca\" do golo.

Destemido e com a classificação definida, o Interclube apresentou-se mais esclarecido e com alguma maturidade o que lhe valeu uma grande penalidade após uma jogada perigosa que só foi interrompida com à marcação da grande penalidade sobre Chonene, ex-maquisardes, a ser derrubado pelo avançado Dabanda.

Fabrício não desperdiçou e fez funcionar o marcador, resultado com que terminou a primeira parte, embora a equipa da casa procurasse empre o golo da igualdade, mas sem sucesso ante a segurança defensiva e autoridade dos polícias.Na etapa complementar, os maquisardes pressionaram e na sequência de um lance individual de Pataca, o melhor marcador da equipa com sete tentos, serviu Chole num cruzamento com conta e medida para igualar o marcador.Os últimos 15 minutos foram intensos e deixaram Zeca Amaral algo nervoso, levando mesmo a substituir o médio Vadinho, acabado de entrar, dando lugar ao veterano Djó, outro médio, que pouco nada trouxe no jogo.Com a partida a viver um período de futebol intenso as duas equipas procuravam o golo da vantagem, mas o resultado teimava em não alterar. O trio de arbitragem esteve bem.