Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Adeptos elogiam formao militar

Joaquim Suami-Cabinda - 17 de Março, 2016

Tenente-coronel Domingos Estima

Fotografia: Antnio Soares

A excelente campanha do 1º de Agosto no arranque do Girabola ZAP em que fez o pleno nas três partidas realizadas com exibições e vitórias convincentes, está a merecer rasgados elogios da massa associativa da formação militar em todas as vertentes.

O tenente coronel Domingos Estima adepto ferrenho dos rubro - negros, assegurou que a prontidão para conquista do título este ano dá garantias para uma época de glória. Admitiu que a eficácia do trio de ataque e a firmeza do sector defensivo garantem tranquilidade ao plantel.“Desde que comecei a acompanhar o campeonato nacional da Iª Divisão, hoje Girabola Zap, sempre fui adepto do 1º de Agosto. Primeiro, pelo facto de ter entrado para as Forças Armadas Angolanas na década de 80 e segundo, por ter sentido à partida uma paixão forte por este clube”, sublinhou. 

 “Numa altura em que a maior parte da juventude estava dividida entre os três grandes clubes do momento, 1º de Agosto, Petro de Luanda e o 1º de Maio de Benguela, apoiei sempre a formação militar e continuo a sofrer por este grande clube”, comentou.

O membro do núcleo de adeptos do clube rubro - negro em Cabinda referiu que a formação militar está mais forte e melhor entrosada, do que no ano passado. Revelou que a cont bratação de Geraldo permitiu formar um trio “demolidor” com Ary Papel e Gerson.

“Os adeptos estão satisfeitos com o actual plantel do 1º de Agosto, agora é preciso que os dirigentes dêem todo o apoio necessário para que os jogadores redobrem o empenho, o que vai permitir exigir maiores responsabilidades ao grupo com realce para o Ary Papel, devido o seu individualismo. Os jogadores estão com espírito ganhador e tudo indica que vamos ganhar o campeonato nacional de futebol”, vaticinou.

Reconheceu que a presente edição do Girabola Zap está muinto  competitivo e espera uma prova difícil. “O Recreativo do Libolo é um osso a roer. É uma equipa bem estruturada e tem um presidente experiente, mas acredito que com mais esforço o 1º de Agosto ultrapassa os concorrentes, aliás, os militares nunca se deixam intimidar”, referiu.
Joaquim Suami-|Cabinda