Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Agora s Girabola

Betumeleano Ferro - 15 de Fevereiro, 2020

Petro de Luanda procura esta tarde a primeira vitria no ano civil

Fotografia: Paulo Mulaza | Edies Novembro

O sábado pode ser de regresso às vitórias, tanto para o Petro de Luanda, como para o Interclube,  no Campeonato Nacional. As duas equipas jogam, esta tarde, perante os seus adeptos, o Ferrovia do Huambo e o Cubango FC, adversários complicados, mas  podem fraquejar, facilmente, se tricolores e polícias puxarem dos galões.

A viver um verdadeiro período de “seca”, os tricolores estão desesperados, por só terem uma vitória, pois, os sete empates seguidos, em 2020, causaram grandes dissabores e significaram adeus à Champions e à Taça de Angola. Assim, esta tarde, às 17h30, no Estádio 11 de Novembro, o Petro sabe que é para ganhar ou ganhar ao Ferrovia, o adversário vem de um moralizante empate no jogo com o 1º de Agosto, mas se os tricolores voltarem a fraquejar,  podem começar a ver a miragem do título.

O Interclube até está melhor do que o Petro, mas na jornada passada tropeçou e agora, tem de abrir um novo ciclo de vitórias, quando o apito soar, às 15h30, no Estádio 22 de Junho. O Cuando Cubango FC é capaz do oito e ou do oitenta, mas com ou sem intermitência do oponente, os polícias têm a obrigação de mostrar a autoridade para encurtar o caminho da vitória, se o Interclube for capaz de recuperar as coisas boas que fez, antes de perder com o Caála, pode somar três pontos.

A vida está a ficar complicada para o Recreativo do Libolo, quem ganha em uma jornada e perde na seguinte, está sob a pressão da intermitência. Esta tarde, às 15h00, em Calulo, os libolenses tentam acertar o passo diante do moralizado Sagrada Esperança,  que na quarta eliminou o Petro, da Taça de Angola, a vitória pode cair para qualquer um dos lados, todavia,  fica claro que é o Libolo que está obrigado a correr mais.

Como quem não quer nada, o FC Bravos do Maquis chegou com mérito ao terceiro lugar, por isso, há motivos para acreditar em chances de consolidar hoje a posição, com um triunfo sobre o Clube Recreativo da Caála, às15h00, no Mundunduleno. Os maquisardes têm um osso duro de roer, entretanto, já provaram que o seu querer é poder, são favoritos e podem dar sequência ao estado de graça, no Girabola Zap.

Ainda para esta tarde está previsto o Académica do Lobito - Desportivo da Huíla, às 15h30, no Buraco, um jogo muito promissor, capaz de ser renhido, do princípio ao fim, por causa da equivalência das duas equipas. Os antagonistas estão a recuperar o tempo perdido, já estiveram na mó de cima, contudo, agora, só restam lembranças do doce passado.

O 1º de Agosto tem o domingo para si, folgados na liderança, com mais 4 pontos de vantagem sobre o rival, o campeão tem a visita do Santa Rita de Cássia, às17h00, no Estádio 11 de Novembro. É verdade que as camisolas, às vezes,  ganham jogos, é por isso legítimo esperar que os militares tirem partido de todas as condições favoráveis que possuem, para passar sem diálogo com os católicos, pois, é abismal a diferença entre os contendores e que o empate pode vir a ser das surpresas do campeonato.