Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

guia ganha de reviravolta

Augusto Panzo - 30 de Julho, 2016

Benfica de Luanda vence Progresso da Lunda Sul por duas bolas a uma

Fotografia: Kindala Manuel

O Benfica de Luanda conseguiu desalojar ontem, ainda que de forma provisória, a formação do Progresso da Lunda Sul, da sétima posição em que esta se encontrava, depois de vencê-la por 2-1 na partida referente à abertura da 19ª jornada do Girabola Zap 2016, disputada ontem à noite no Estádio 11 de Novembro.

Os visitantes foram mais ousados em busca da vitória no jogo, ao ponto de chegarem à vantagem logo aos 19´ por intermédio de Mongo, num lance em que um dos auxiliares tentou invalidar o tento, mas João Goma  atento, não levou em consideração essa intenção.

Com o seu "ninho ameaçado", a águia da capital viu magoado o seu âmago e reagiu fortemente a seu jeito, o que levou a atingir a igualdade aos 31´, por Amido Baldé, na sequência de uma jogada de contra-ataque devidamente urdida pelos pupilos de Zeca Amaral.

 Não obstante a condição de jogar em casa, o Benfica de Luanda viu-se à nora com a pressão dos homens comandados por Kito Ribeiro que, depois de se verem atemorizados na tabela classificativa pelo adversário, procuraram chegar ao golo da vantagem, que até ao intervalo acabou por não aparecer.

No regresso a astúcia de Zeca Amaral falou mais alto, ao posicionar melhor as pedras no xadrez, factor que levou o Benfica de Luanda a atingir o segundo golo, numa fase que normalmente é crítica para as duas equipas, que foi à passagem do minuto 60´, por Macaia, isto é, volvidos 15 minutos do segundo tempo.

De lá para frente, apesar do empenho dos jogadores provenientes da Lunda Sul em buscar a igualdade, os encarnados da capital não se deixaram intimidar pela reacção adversária, aguentando a pressão até ao apito final de João Goma que, diga-se em abono de verdade, não teve influência no desfecho final da contenda que pôs frente a frente dois discípulos que bem se conhecem desde o tempo da Rangol.