Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

guias defrontam proletrios atentos ao lder 1 de Agosto

Antnio Felix - 30 de Abril, 2016

guia encetar outro voo para regressar ao segundo lugar com vinte e um pontos ento s tem que vencer, para igualar-se pontualmente ao 1 de Agosto

Fotografia: Jornal dos Desportos

Não sobram dúvidas de que - olhando para o Kabuscorp (0)-Petro de Luanda (1) de ontem na Cidadela Desportiva - quem ficou momentaneamente "prejudicado" foi o Benfica de Luanda porque viu-se a baixar da segunda para a terceira posição, mas hoje já com a possibilidade de ainda regressar atrás do 1º de Agosto se essa "Águia" tiver garra suficiente para derrotar o 1º de Maio de Benguela a partir das 15h00 em Benguela no prosseguimento da 10ª jornada, que inscreve ainda os desafios entre o Interclube-Atlético Sport Aviação (ASA) e Porcelana do Cuanza Norte-4 de Abril do Cuando Cubango.

Por esta razão as maiores atenções estarão virados para o Estádio Municipal de Benguela  onde os donos da casa, com o técnico  Joaquim Finda "Mozer" à testa estão preparados para não dar facilidades à equipa ida de Luanda.

O treinador dos proletários já disse que teve uma semana de trabalhos que os deixa à vontade, sinal que só o discurso de vitória anima a sua turma, esta que vem de uma pesada derrota de 1-3 averbada diante do Petro de Luanda.

Não é que a sua equipa veja o jogo como favas contadas, isto é, teoricamente ganho. O certo é que respeita o valor do Benfica de Luanda, mas, como frisou, "ao jogar em casa e diante do nosso público não nos resta alternativa senão pensar, unicamente, nos três pontos que, no fundo, é o nosso objectivo"

Nas hostes do Benfica de Luanda este recado, obviamente, foi sentido e está em Benguela para provar que só é do jogo jogado que se conhece o desfecho; a derrota, o empate ou a vitória.

E se a vontade a Águia é encetar outro voo para regressar ao segundo lugar com vinte e um pontos então só tem que vencer, para iguaçlar-se pontualmente ao 1º de Agosto. Este só joga amanhã com o Desportivo da Huíla, um desafio entre "militares" que desde já se afigura renhido.

Ou seja, se o Benfica de Luanda não ganhar e o 1º de Agosto trinufar amanhã, então verá os militares do Rio Seco a encetarem a "fuga em freente" com 24 pontos. E se for o Desportivo a ganhar, o Benfica de Luanda pode ser tultrapassado por  esta equipa huilana, que faria 20 pontos.

Só um empate no 1º de Agosto-Desportivo é que deixaria estas três equipas na mesma posição, mas isto também só até à terça-feira próxima. Porque nesse dia uma eventual vitória do campeão Libolo sobre o Progresso da Luanda Sul mexerá com a classificação deste campeonato que, diga-se, verdadeiramente está ao rubro.

OUTRO JOGOS


Não menos importante é o embate entre os polícias e aviadores parcado para as 16h00 de hoje no estádio 22 de Junho.

Os polícias jogam em casa com a determinação de melhorem a sua prestação, animado como estão com a vitória (1-0) que trazem sobre o Sagrada Esperança do jogo disputado na passada quarta-feira.

É que o nono lugar não é certamente a projecção que os polícias tinham feito para esta fase do campeonato. Só fizeram ainda pouco para merecem melhor lugar, de modo que neste jogo, diante dos aviadores, estarão em campo para um "ou racha ou parte". Mas é lógico que o ASA tudo para um tampão a esta pretensão.

 Noutro jogo do dia e da jornada, o Porcelana FC defronta em casa, Estádio dos Dinizes, o 4 de Abril do Cuando Cubango. São duas equipas do "mesmo" arcabouço, sendo que a vitória pode fazer sorrir qualquer delas.


Em Benguela
1º de Maio preparado para o Benfica


O técnico principal do 1º de Maio de Benguela, Joaquim Finda "Mozer", manisfesta-se confiante em  ganhar hoje ao Benfica de Luanda no desafio pontuável para a 10ª jornada do GirabolaZap2016, a acontecer a partir das 15h30 no Estádio Municipal Edelfride Palhares da Costa "Miau".

Durante a semana, a equipa trabalhou fundamentalmente nos aspectos técnicos e tácticos. A vertente psicológica mereceu também a devida atenção do técnico. A forma e o à vontade como os jogadores se entregaram aos treinos indicia um acrescido nível de motivação do grupo para a contenda. A equipa ressentiu-se do desaire sofrido na jornada passada, pelo que prepara-se para se redimir dele.

Nesse jogo (1-3 diante do Petro de Luanda), a equipa cometeu erros de palmatória, mais concretamente na posição um (à baliza) e na três (centro da defesa), de que resultaram dois golos que acabaram por sentenciar o desfecho da partida. Para evitar que os mesmos erros se repitam, a equipa técnica trabalhou na estratégia tendente a superar as falhas denotadas.

Atento a este pormenor, o professor Joaquim Finda "Mozer" além de potenciar o sector intermédio trabalhou para  ter a  equipa com pendor defensivo e com fácil mobilidade para acções ofensivas, tendentes a surpreender o último reduto do adversário.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, Finda Mozer disse que trabalhou numa equipa à altura de enfrentar e triunfar diante de um adversário que considerou difícil, e com imprevisibilidade, sobretudo quando actua fora do seu reduto.

"Vamos defrontar uma equipa que sabe muito bem o que quer em campo. Os últimos resultados que somou na prova evidencia isso mesmo. Por isso, faz sentido a nossa preocupação . Todavia, ao jogar em casa e diante do nosso público não nos resta alternativa, senão pensar nos três pontos que é o nosso objectivo para este jogo ", considerou.

O técnico lembrou que apesar da motivação reinante no seio do grupo, atribui favoritismo às águias da capital do país, a julgar pelo grau de investimento e aposta estrutural do seu plantel.

"Conhecemos as nossas limitações e sabemos até onde chegam as nossas forças. Por isso, espero que no sábado façamos das nossas fraquezas forças, e consigamos surpreender o adversário com uma vitória".

À entrada da 10ª jornada, o 1º de Maio de Benguela ocupa a 12ª posição, com nove pontos. Em caso de um triunfo neste sábado, a equipa soma 12 pontos e ascende alguns degraus da tabela classificativa, rumo à manutenção na mais alta-roda do futebol nacional. 
JÚLIO GAIANO, Benguela


INTERCLUBE
Polícias atentos
ao voo dos aviadores

José Luis Borges acredita que a sua equipa vai vencer o jogo de hoje, às 16 horas no Estádio 22 de Junho, diante do Atlético Sport Aviação, a contar para a 10ª jornada do Girabola Zap.

"Depois da vitória sobre o Sagrada Esperança em jogo em atraso da quarta jornada, um adversário forte em sua casa, penso que os nossos níveis de confiança estão altos  e isso é um factor importante para acreditamos que vamos vencer o jogo com o ASA", salientou o técnico.

Em função da boa disposição da equipa, o técnico - adjunto da equipa  dos polícias  disse que os aviadores  vêm para lutar com todas as força. "Tenho a certeza que vai ser um jogo intenso , mas temos que ter muita cautela para não sermos surpreendidos pelo nosso adversário. O Interclube também é uma equipa grande, que joga bom futebol, que está a fazer bem o campeonato e por isso não temos receio algum", disse.

Apesar de não temer o adversário,  José Luis Borges considera o jogo de "muito difícil". "Mas estamos preparados para isso, somos profissionais e por isso , esperamos  sair vitoriosos", reforçor.

Com apenas um treino, depois do último encontro, a formação do Rocha Pinto está motivada para o embate. À entrega dos atletas, na preparação e vontade de vencer é enorme.

As acções de ataque combinadas e remates à longa distância é a estratégia montada para impor ordem em campo, e regressarem às vitórias.Para a empreitada e por aquilo que podemos observou, o técnico aposta num onze ofensivo e batalhador, formado por Nelson , Rico , Mvon, Fabrício,Filipe, Pirolito, Paty, Karanga, Paz, Chico ou Mabululu e Moco. Para o encontro, os policias não contam com o médio ala esquerdo Cachi, que  se lesionou no jogo com o Progresso do Sambizaga.   
VALÓDIA KAMBATA


ASA
Robertinho quer reacção


O treinador da equipa do Atlético Sport Aviação, Roberto do Carmo "Robertinho", quer da parte dos seus pupilos boa reacção na partida desta tarde, no Estádio 22 de Junho, diante do Interclube a contar para o prosseguimento da décima jornada do campeonato nacional da primeira divisão, Girabola Zap 2016.

Em breve entrevista declarou à Rádio Cinco, por nós retomada, Robertinho disse que o futebol é feito de estratégias e deve-se aproveitar o momento, porque não adiante lamentar depois do jogo.

"O futebol é feito de estratégias em que se deve aproveitar da melhor forma o momento. Nessa competição não adianta lamentar após o jogo, e nem se ganha antes da partida. É durante os 90 minutos que  a equipa tem de errar o menos possível e tentar ser eficaz, forte e com alguma personalidade", disse o técnico que orienta o ASA pelo segundo ano consecutivo.

Robertinho acrescentou que a equipa do ASA tem condições para jogar de igual para igual com qualquer adversário, apesar dos factores adversos existentes. Daí, esperar que os seus jogadores dêem uma boa réplica no jogo de hoje.

"Com todo o respeito com qualquer equipa, o ASA joga hoje de igual para igual e tem condições para o fazer. Esperamos que os nossos jogadores dêem uma boa resposta, porque a nossa equipa tem chances de vencer a partida", revelou.

A formação aviadora está presa aos maus resultados consecutivos, já lá  vão quatro jogos que não ganha, nem empata, o que começa a complicar a situação na tabela classificativa, bem como pôr em risco os objectivos traçados para essa época.

Como se não bastasse, o conjunto aviador está igualmente a atravessar uma crise de limitação de capacidade física de muitos dos seus jogadores, o tem complicado o treinador Robertinho na montagem do esquema táctico no rectângulo de jogos.

 Isso, ficou bem notório no último jogo de quarta-feira, em Calulo, onde a equipa não  produziu o essencial para pontuar e acabou por sofrer uma pesada derrota de quatro bolas sem resposta.

A equipa não carbura a partir do seu meio campo, para além de ter muitas debilidades no seu eixo central da defesa, o que  proporciona aos adversários a possibilidade de marcar  sempre golos, factor que  coloca o ASA na segunda posição da lista dos clubes com mais golos sofridos, num total de 15 tentos.  
AUGUSTO PANZO