Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ao assalto decisivo

Jorge Neto - 22 de Outubro, 2016

Jogador e colegas estão compenetrados em tudo que está definido nos treinos

Fotografia: Jornal dos Desportos

O defesa central do 1º de Agosto, Dany Massunguna, aponta a vitória como o único objectivo na visita ao Interclube, amanhã às 15h30, no Estádio 22 de Junho, desafio decisivo para conquista do título do Girabola Zap.

O experiente jogador garantiu que o conjunto rubro - negro tem a motivação em alta, e aguarda o dia do dérbi para cumprir a missão.

"Foi uma semana normal, a equipa está motivada, tem trabalhado da melhor maneira possível, as coisas têm corrido bem, o ambiente à nível do grupo é bom,  pensamos somente em dar o nosso melhor para ganhar esse jogo", garantiu.

O capitão da formação militar defendeu que o plantel tem um bom naipe de jogadores, e que não se incomodava  se não fizesse parte das escolhas  do técnico Dragan Jovic. 

"Não me incomoda  se eu não jogar de início, temos vários jogadores no plantel, há que respeitar os jogadores que a equipa técnica colocar em campo, quanto à mim, estou preparado física e psicologicamente para o jogo. O mais importante é a equipa ganhar", defendeu.

O “camisola 5” considerou a pressão, como um factor natural, num clube com a dimensão do 1º de Agosto e mais ainda, numa etapa decisiva como esta, mas transmite a sua experiência aos mais novos.

"A pressão existe e é normal, mas estamos a conviver com isso, desde o início que enfrentamos essa situação, conversamos com os mais novos, para passar a mensagem e fazer com que eles não fiquem afectados. Penso que nós, os mais experientes, temos feito bem esse nosso papel", considerou Dany Massunguna.

O capitão tem a missão de fechar os caminhos da baliza, impedir que os avançados adversários marquem golos , evita falar só do Moco, que vem de uma sequência de três jogos a finalizar.

"A nossa missão é fazer com que os avançados não marquem, sabemos que o Moco é um grande avançado, mas não nos concentramos apenas nele, porque existem outros jogadores bons no Interclube", referiu.

Esta época o defesa central já marcou dois golos e afirmou que gostava de repetir o feito, mas  ficava mais feliz se a equipa ganhasse os seus jogos.

"É sempre bom marcar, dá uma motivação adicional, o que é muito bom, mas mesmo que eu não marque, o mais importante é a equipa ganhar os jogos", concluiu.


INTERCLUBE
“Polícias” jogam com baixas
frente ao líder do campeonato


O guarda-redes do Interclube, Neblu, não deve  jogar com o 1º de Agosto, nem mais regressar para outro desafio, nesta época. O jovem atleta de 25 anos sofreu uma lesão grave,  no ombro, por isso, está afastado dos relvado até ao termo do presente campeonato. 

Segundo José Luís Borges, técnico - adjunto  dos polícias, a lesão sofrida  ocorreu no mesmo local onde  já  tinha sofrido  em 2014, numa altura em  que representava  o 1º de Agosto, que o obrigou a ficar parado durante seis meses.  Neblu transferiu-se está temporada  para o Interclube.

Na 26º jornada, a equipa deixou de contar  com a contribuição do ponta de lança Chico. O atleta contraiu uma lesão no joelho,  que impede de dar o seu contributo, só deve voltar a joga  na próxima  época. 

No início da  segunda  volta , os polícias estão privados  do ponta de lança Moco,  melhor marcador da equipa,  com oitos golos, que regressou  na 23º jornada.

O médio ofensivo Karanga foi destaque na sessão de treinos de ontem, realizados no Estádio 22 de Junho, ao Rocha Pinto,  para satisfação do técnico  Zdravok  Logarusic. O jogador já está completamente recuperado da lesão que tinha contraído, há mais de um mês,  por isso, é opção para o embate de domingo, às  15h30, no Estádio 22 de Junho, diante do 1º de Agosto, líder do Girabola Zap, jogo  referente à 28º jornada do Girabola.
VALÓDIA CUMBATA


APOIOS
Progresso recebe
encorajamento


Depois do Progresso do Sambizanga atrasar a " marcha" do Libolo rumo ao título, a quem venceu na jornada passada, por 1-0, no Estádio dos Coqueiros, antigos técnicos, jogadores e adeptos sambilas pretendem que a deslocação da equipa amanhã para o Estádio 11 de Novembro na visita ao Petro de Luanda, para a 28ª jornada do Girabola ZAP, seja vitoriosa.

Arnaldo Gamonal, ex -treinador da equipa  nos anos 1998 e 2013, considera ser um jogo difícil, porque o adversário está a fazer uma excelente prova,  vem de uma vitória galvanizadora na jornada anterior diante do ASA, a quem venceu por 3-0. 

"É um dérbi que merece muita atenção. O Progresso tem amanhã um adversário muito difícil, pois é uma equipa que ainda não atirou a toalha ao tapete. Tanto uma como a outra, têm a possibilidade de vencer", disse.

Para Zico, antigo médio do Progresso do Sambizanga, o jogo entre as duas equipa vai ser muito difícil, para ambas as partes.

"A vitória do Progresso diante do Libolo galvanizou muito mais a equipa, para um bom jogo de futebol, do qual espera um resultado justo, onde a equipa que cometer menos erros vence ", disse.

A jogar ao ataque, deve ser o lema do técnico. Foi com estas palavras que Gaspar, ou simplesmente Gagá, antigo médio central do Progresso, começou por prognosticar a partida.

Manuel Salvador de 58 anos de idade, adepto ferrenho e residente no Sambizanga, disse que a equipa  já "esqueceu" a derrota sofrida na primeira volta (2-0),  frente ao Petro de Luanda. Agora,  está motivada com a vitoria da jornada anterior. "Acordou para fazer melhor, nestas três jornadas que faltam", acrescentou.

"Temos uma equipa preparada para fazer o melhor nestes jogos,  estamos também preparados para sofrer se for o caso", concluiu.
A.UMBNA


PETRO DE LUANDA
Motivação domina balneário tricolor


Alegria e motivação são as variáveis que dominam o ambiente de preparação da equipa do Petro de Luanda, antes do jogo com o Progresso do Sambizanga, no domingo, às 15h30, no Estádio 11 de Novembro, válido para a 28ª jornada do Girabola Zap.

Na penúltima sessão de treinos realizada ontem, foi notória a concentração do grupo às ordens de Beto Bianchi, para a conquista dos próximos três pontos, que podem manter a equipa na pressão ao líder 1º de Agosto. Ensaios de finalização e exercícios de circulação de bola, mudança de flancos, passes e posse do esférico, dominaram a preparação matinal desta sexta-feira. Hoje, às 9 horas acontece o último treino da equipa, antes do confronto com os sambilas.

Quanto ao aspecto clínico, o guarda-redes Gerson continua a ser uma preocupação, conforme deixou perceber o técnico Beto Bianchi, em conferência de imprensa. Apesar de ter jogado com o ASA, o 'keeper' dos tricolores ainda não se livrou da conjuntivite (irritação nos olhos) que enfrenta desde a véspera da jornada passada. Em dúvida, permanece o central camaronês Etah, que está à contas com uma crise de hipertensão arterial.

O objectivo dos tricolores, segundo fez questão de esclarecer o treinador do Petro, é repetir a "excelente exibição" e o "brilhante resultado" alcançados na jornada passada.

"Encaramos todos os jogos como uma final. Desde que começou  a segunda volta do campeonato, pensamos assim. Ainda seguimos invictos, e este jogo com o Progresso será para nós, mais uma final", disse Beto Bianchi, antes de finalizar:

"Sabemos que o Progresso vai estar ultra -motivado, estamos preparados para enfrentar todo o ambiente hostil, porque estamos nesta guerra sozinhos. Estamos cientes de que tudo depende só da gente, porque vamos  ganhar os três jogos, se quisermos ser campeões".
PAULO CACULO