Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

ASA derrota Benfica de Luanda e deixa a ltima posio do campeonato

Betumeleano Ferro - 21 de Maio, 2016

Formao do aeroporto comea a ganhar altitude sob o comando do tcnico Corola que devolveu a confiana ao plantel

Fotografia: Mota Ambrsio

O sentido de oportunidade de David deu ontem três pontos ao ASA no dérbi frente ao Benfica de Luanda, disputado no 11 de Novembro. Sem muito esforço, como é da praxe, o atacante aviador esteve no lugar certo para fazer a recarga que aos 78' sentenciou o jogo, após uma defesa incompleta do guarda-redes Fernando, a um cabeceamento de Guelor.

 A vitória aviadora demorou a tornar-se realidade e seria injusto tirar o mérito ao vencedor, que soube esperar o momento certo para aplicar o golpe fatal. Tão logo se adiantou no marcador, o ASA não permitiu que o Benfica tivesse qualquer tipo de ascendente em campo. Tanto é assim que esteve sempre mais próximo do 2-0, que só não aconteceu porque David falhou o "bis" por centímetros aos 86', do que o Benfica do empate.

A equipa orientada por Corola esforçou-se muito e, sobretudo, foi muito eficiente na defesa e eficaz no ataque. É bem verdade que nem sempre dominou o jogo, excepto depois de marcar, mas teve a virtude de controlar muito bem o Benfica. Os poucos minutos em que foram competitivos, foram suficientes para voar com confiança para a vitória, porque conseguiu balançar as redes adversárias.

Até certo ponto, os encarnados saíram do 11 de Novembro com motivos de queixa da sua falta de pontaria, já que tiveram períodos de algum ascendente, sobretudo, na primeira parte, em que criaram algumas oportunidades para marcar, mas não foram eficientes para facturar.

Muito antes de David sentenciar o jogo, o Benfica esteve muito perto de marcar por intermédio de Jefferson que, no entanto, não foi recompensado à dimensão do esforço que fez. O capitão tentou dar o exemplo, mas a emenda ao cabeceamento de Savané apenas chegou para criar a ilusão do golo.
O Benfica sofreu um golo frio, num infortúnio do guarda-redes Fernando que esboçou mal a defesa e talvez isto explique porque razão a equipa não reagiu de forma competente, embora faltassem ainda muitos minutos para se jogar.

 O conjunto de Zeca Amaral AGacusou o toque e deixou que o ASA assumisse na totalidade o controlo do dérbi até o apito final.


OPINIÃO DOS TÉCNICOS



Zeca Amaral  (Benfica)
“Temos de inverter
o quadro actual”
Os resultados não estão a surgir temos que continuar a trabalhar e dar o nosso máximo para invertemos o quadro, porque começa a tornar-se muito complicada para materializarmos os nossos objectivos


José Carvalho "Corola"(ASA)
“Foi um jogo muito difícil”

Estamos muito feliz, mas devo dizer que foi uma partida muito difícil diante de uma equipa bem estruturada. Tivemos de nos esforçar bastante, já que nos foi exigido grande esforço e isto foi consequência do trabalho que estamos a fazer