Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

ASA e Progresso empatam em jogo frouxo

Augusto Panzo - 09 de Outubro, 2016

O golo de empate despertou a mente dos aviadores, que se lançaram totalmente ao ataque, obrigando o Progresso a defender-se

Fotografia: M.Machangongo

O conjunto vindo do bairro Sambizanga entrou mais encorajado em campo, lançou-se logo de início em busca de alvejar as redes aviadoras, levando até à zona adversária várias jogadas de perigo, onde a defensiva do ASA não conseguia controlar o avalanche ofensivo progressista.

Como que a cumprir com a velha máxima de água mole em pedra dura, tanto bate até que fura, o Progresso do Sambizanga conseguiu mesmo abrir o activo aos 35´ de jogo, por intermédio de Vá, num lance em que mais uma vez a defesa do ASA esteve desvairada.

O golo alcançado serviu de motivo suficiente para a equipa conduzida tecnicamente por Albano César arregaçar ainda mais as mangas, empurrando o ASA para o seu último reduto, até ao apito que ditou o intervalo, no qual entrou na condição de vitorioso por uma bola a zero.

No reatamento o corpo técnico do ASA efectuou duas substituições simultâneas, com Minguito e Sérge a cederem seus lugares para Amarildo e Castro, dois jogadores que, apesar de terem sido escolhidos para engrandecer as opções ofensivas aviadoras, levaram muito tempo para justificar tal escolha.

O Progresso esteve à beira de chegar ao segundo golo, quando aos 48´, Viet viu a trave negar-lhe o golo, depois de um bom trabalho que culminou num remate venenoso.

Com esse susto, os pupilos de José de Carvalho "Corola" despertaram, passando a levar a água ao seu moinho e foi numa dessas jogadas que, num lance marcado por muita crença, o meio-campista Nelito fez o empate, quando eram decorridos 67 minutos do desafio.

O golo de empate despertou a mente dos aviadores, que se lançaram totalmente ao ataque, obrigando o Progresso a defender-se como podia, mas teimosamente o ataque do ASA não conseguia violar pela segunda vez as redes defendidas por Titi.

Isso levou a que as duas equipas terminassem a contenda empatadas a um golo, num duelo em que os aviadores conseguiram o primeiro ponto em três jogos consecutivos, enquanto o Progresso somou o seu 15º empate no Girabola Zap de 2016.