Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Asa mantm reforos em segredo

Augusto Panzo - 04 de Novembro, 2015

Plantel do ASA cumpre o perodo de frias enquanto a direco enceta contactos com os atletas para integrarem o conjunto do aeroporto na prxima poca

Fotografia: Nuno Flash

A direcção do Atlético Sport Aviação (ASA), tem os nomes dos futuros reforços seleccionados, mas a divulgação dos nomes depende das assinaturas dos acordos contratuais com os referidos jogadores, soube o Jornal dos Desportos, de uma fonte ligada ao clube aviador. De acordo com a referida fonte, enquanto não forem assinados os contratos, o ASA reserva-se ao direito de manter os nomes dos jogadores no sigilo, de maneira a não espantar a caça, como soe dizer-se na gíria.

"Nós, direcção do ASA estamos no mercado à procura de reforços, mas deixa dizer-lhe que  já temos alguns nomes seleccionados, mas ainda é muito cedo para avançar os seus nomes, sob risco de perdê-los a favor dos concorrentes. Queremos preservar a nossa integridade, bem como a dos próprios jogadores, de maneira a não espantar a caça, como se diz na gíria", disse a fonte.

Indagado sobre a razão de tanto secretismo, quando se sabe que muitos  dos jogadores estão em fim de contrato com os clubes, a fonte justificou, que as equipas concorrentes andam atentas às nossas falhas.  "Um jogador que interessa ao ASA, também pode interessar a outros clubes. Então, um pouco de secretismo neste tipo de negócios é sempre bom, porque os concorrentes andam à espreita das nossas falhas", recomendou.

A nova época futebolística, no clube do aeroporto, começa provavelmente no dia 7 de Dezembro, de forma a evitar que os jogadores fiquem muito tempo no defeso.
 "Temos previsão de arrancar com a época futebolística no dia 7 de Dezembro, desde que não hajam outros factores impeditivos", disse.

"Queremos evitar que os jogadores fiquem muito tempo no defeso, para evitar a diminuição de capacidade física e desportiva dos mesmos", justificou a fonte do
ASA, clube que tem como objectivo primordial para a próxima época futebolística a melhoria do oitavo lugar, alcançado no Girabola de 2015, razão pela qual pretende integrar alguns jogadores de muita valia no plantel, apesar dos seus pacatos recursos financeiros.

DISPENSAS
Sete atletas deixam
o clube do aeroporto

Um grupo de sete jogadores, que integraram o plantel do ASA na época passada, deixaram de fazer parte do mesmo, por força do fim do contrato que os ligava ao clube aviador, revelou ontem ao Jornal dos Desportos, uma fonte ligada àquela agremiação desportiva do bairro Mártires de Kifangondo. "Temos um grupo de sete jogadores, que terminou o vínculo contratual connosco. Estes foram dispensados por força do fim dos contratos. Neste momento, eles são livres e desejo-lhes sorte, que encontrem novas equipas, são profissionais e precisam de continuar a fazer o que sempre gostam de fazer", assegurou a fonte.

Da lista dos desvinculados, por razão do fim do contrato com o ASA, constam os nomes do defesa central Mbunga Zola "Bodunha", que veio ao clube trazido pelo treinador Ernesto Castanheira em 2014, proveniente da Académica do Soyo, Pedro, que veio do Sporting de Cabinda, e o brasileiro Reginaldo Belau "Reginaldo".
Também fazem parte de dispensados, os meio-campistas Daniel Sebastião "Dany", Camille Kamdem e Gláucio Bicuila "Gláucio", para além do atacante Edson Cardoso "Tucho".
AP