Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Asma rejeita pessimismo

Jlio Gaiano, no Lobito. - 03 de Outubro, 2015

Estudantes do Lobito em busca da confirmao amanh no estdio Mrtires da Kanhala no duelo diante dos caalaenses

Fotografia: Kindala Manuel

O treinador da Académica do Lobito, Ekrem Asma, está convicto de que a equipa que orienta, vai manter-se no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola. O turco -alemão justifica a sua posição, com o facto de os estudantes estarem melhor no cômputo dos jogos disputados com as formações aflitas, isto a partir do décimo ao 15ª lugar da tabela classificativa.

“Não vejo motivos, para o alarido, que se vive em torno da nossa presença na prova (Girabola). É preciso calma e muita responsabilidade no julgamento dos factos. A equipa está bem e recomenda-se. A derrota frente ao Benfica não deve ofuscar os nossos intentos, até porque, não vamos defrontar uma equipa qualquer. Está aí, porque investiu forte e sério, para a presente competição. Sabemos em que ponto estamos. Agora, exigir o que não se tem, é no mínimo, ridículo. Repito, é preciso paciência e respeito pelo trabalho dos outros”, assegurou.

Com o espectro da despromoção a persistir, a Académica do Lobito desloca-se na manhã de hoje a vila da Caála, palco do jogo de amanhã, às 15h30, no estádio Mártires da Kanhala, diante do Recreativo local, em partida pontuável para 29ª jornada do Girabola 2015.

A equipa entrou numa fase de preocupação tremenda, na medida em que um deslize na deslocação à Caála pode complicar as contas, pode valer-lhe a despromoção, pretensão que é descartada pela equipa técnica,  atletas e dirigentes do grémio, que consideram a derrota em casa diante do Benfica de Luanda (2-1), estar ultrapassada.

A derrota diante da águia atrapalhou tudo, tanto é que a festa da confirmação que os estudantes tinham preparado, terminou em autêntico pesadelo. Foi momento de muita tristeza e repulsa que se viveu no Buraco, ninguém queria acreditar no que se viveu naquele momento, com os visitantes a festejar à brava e o público, perplexo, assistia à cena. Afinal, a derrota estava consumada e os lobitangas nada podiam fazer para inverter o quadro.


DETERMINAÇÃO
Estudantes
atentos à defesa


A equipa da Académica do Lobito, pode apostar, em função daquilo que nos foi dado a perceber no treino de ontem,  no sistema defensivo - 4x5x1 ou 3x5x2 - para tentar sair da Caála com um resultado positivo, que passe por não perder o jogo da penúltima ronda do Girabola.

O técnico Ekrem Asma, para além de apostar no sistema táctico defensivo (4x5x1/3x5x2), poder efectuar algumas mudanças no “onze” que jogou e perdeu (2-1), para o Benfica de Luanda. O sector defensivo e o intermédio podem conhecer ligeira “revolução”, em função do peso e ambição do adversário que pretende vencer para despedir-se em grande dos seus  adeptos, já que se trata do  último jogo a realizar no estádio Mártires da Kanhala.

“O jogo com o Recreativo da Caála, vai ser o mais difícil de todos, já realizados por minha equipa. Repare, que nunca estivemos tão pressionados como agora, pese embora a nossa sobrevivência no Girabola continuar a depender de nós.

Não faz sentido, entrar em desespero, quando os indicadores estão a nosso favor.

O que se pede, nesta fase do campeonato, é  tranquilidade e confiança ao grupo de trabalho, que tudo faz para conservar a permanência no Girabola”, disse o treinador.

A aposta inicial de Asma para atacar os almejados três pontos, passa por Wilson Alegre- Poko, Libero, Zuzi e Jorge- Cláudio, Effemberg, Bugo Jazz, Kadú e Cachi- Jacek Magdzinsk.

O atacante Joka Palana, por lesão, constitui baixa de vulto.
JG