Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Atenes viradas para o ttulo

Pedro Augusto - 04 de Outubro, 2009

Com as atenções viradas para o desafio entre as formações do Kabuscorp do Palanca e do Petro Atlético de Luanda, às 15h30, no estádio dos Coqueiros, a vigésima-quarta jornada do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola, começa a ser disputada hoje nas províncias de Luanda, Kwanza Sul (Recreativo do Libolo – Recreativo da Caála) e Moxico (FC Bravos do Maquis – Académica do Soyo).
Três jogos que podem ser determinantes para as contas no campeonato, principalmente o desafio que vai opor o Kabuscorp ao Petro de Luanda. Tudo porque em caso de vitória dos tricolores, estes arrumam por completo a questão do título, pois, ainda que o Benfica de Luanda vença a Académica do Lobito, amanhã, em Benguela, não teria quaisquer possibilidades em chegar ao primeiro lugar.
Se uma vitória possibilitará ao Petro saborear o 15º título no seu historial, por outra, pode ser o aprofundar do Kabuscorp que luta com todas as forças para sair da “zona vermelha” do campeonato.
A equipa do Palanca tem sido nos últimos anos um adversário “incómodo” para o campeão nacional. Aliás, foi esse mesmo Kabuscorp que na primeira volta infligiu a primeira derrota aos tricolores na competição, facto que esperam repetir, numa altura em que as coisas estão “cinzentas” para as suas aspirações.
Contudo, os tricolores que há duas semanas vêm adiando a festa da consagração, em função das derrotas diante da Caála e do Libolo, não pretendem regressar mais ao Catetão com as garrafas de champanhe.
Em função disso, importa questionarmos o seguinte: será que hoje teremos campeão no Girabola 2009?

LIBOLO VS CAÁLA

A luta pelo segundo lugar do campeonato, em posse do Benfica de Luanda, tem sido a divisa do Recreativo do Libolo que recebe hoje, às 15h00, no estádio de Calulo, o homónimo da Caála, num dos “pratos quentes” do dia e da jornada.
Com 41 pontos na quarta posição, o Libolo, depois da motivadora vitória sobre o Petro de Luanda, na Cidadela, espera somar mais três pontos para manter acesa as esperanças em marcar presença nas eliminatórias da Champions.
Um desiderato que está ao alcance do Libolo, pois, ao contrário da Caála que vem de uma derrota diante do Interclube, por 1-4, joga igualmente a seu favor o facto de actuar no seu terreno. Contudo, os libolenses terão de manter a mesma postura ante os caalaenses, porque, certamente, o seu adversário não vai querer perder a oportunidade de decidir em definitivo a sua manutenção na prova. 
Com o mesmo propósito, vencer o desafio, está o aflito FC Bravos do Maquis que recebe a Académica do Soyo, às 15h00, no estádio Mundunduleno. Uma derrota dos maquisardes pode provocar um mal-estar na equipa de João Machado, pois, caso o Desportivo da Huíla vença o Interclube, amanhã, ambos trocariam de posição na classificação, ou seja, o Maquis baixaria para 12ª posição, lugar que dá a despromoção.

João Bastos apita
desafio das decisões

O juiz João Bastos foi nomeado pelo Conselho Central de Árbitros da Federação Angolana de Futebol (CCAFAF) para dirigir o desafio mais mediático da 24ª jornada do Girabola. Pedro Canombo e Abias Moisés serão os assistentes ao passo que Osvaldo Félix será o 4º árbitro. 
Uma nomeação que se espera venha a corresponder a expectativa em torno do desafio, pois, muitos factores estarão em jogo na próxima jornada. Ou seja, embora dependendo de si para lograr a conquista do troféu, o Benfica de Luanda também pode sagrar-se campeão nacional. Por isso, um trabalho tendencioso da equipa de arbitragem no duelo entre Palanquinos e tricolores pode manchar o campeonato que está na recta final, inclusive a desfavor do Kabuscorp que luta pela manutenção.
O desafio Recreativo do Libolo – Recreativo da Caála será ajuizado por Inácio Rangel e terá como árbitros assistentes Domingos Adão e Diakanua Miguel, enquanto que o 4º árbitro será Bebiano Melo
Já no FC Bravos do Maquis – Académica do Soyo, às 15h00, no Luena, Hélder Martins recebeu a confiança do Conselho Central de Árbitros e terá como assistentes Denilson Gourgel e Victor Paulino. O 4º árbitro é José Tombinho.