Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Avex satisfeito por ressurgir das cinzas no Benfica de Luanda

Betumeleano Ferrão - 24 de Julho, 2009

O regresso do médio Avex ao “ninho da águia” vai de encontro à lenda grega a respeito da ave flamejante. É assim que os antigos gregos descreviam a Fénix, uma ave que no final de cada ciclo de vida terminava a sua vida em chamas, queimava-se numa pira funerária, e, mais tarde, ressurgia das cinzas.

A comparação até pode parecer exagerada, mas a verdade é que quando no mês passado o centro-campista pediu ao 1º de Agosto para ser cedido por empréstimo ao Benfica de Luanda, até o fim da época, de certeza que não pensou que precisaria de apenas cinco jogos, alguns deles como suplente utilizado, para relançar a carreira.

Durante uma época e meia de permanência no 1º de Agosto, Avex nunca pegou de estaca nem entre os titulares, nem mesmo entre os suplentes utilizados. O médio de 24 anos revelou ao JD, que esta nova condição acabou por o colocar num beco em que, a única saída era regressar ao Benfica de Luanda, equipa onde ganhou enorme projecção.

Enquanto esteve no “ninho da águia”, as exibições regulares de Avex reuniram consenso entre a crítica que o apontava como o sucessor do maestro Figueiredo no meio-campo dos Palancas Negras. O antigo seleccionador nacional Oliveira Gonçalves várias vezes foi duramente criticado por deixar Avex fora das suas convocatórias.

Todavia, a mudança para o 1º de Agosto colocou em xeque a carreira do criativo médio, do promissor jogador só existiam as lembranças do passado. “Sou um jogador que está habituado a jogar, mas no 1º de Agosto passei momentos difíceis, os treinadores não me conheciam lá muito bem e não me davam oportunidades. Eu penso que me faltaram oportunidades para jogar. O meu insucesso deveu-se a isso”, lembra Avex.

O filho pródigo foi recebido de braços abertos e curiosamente entre os titulares do Benfica de Luanda. As boas exibições estão a devolver ao jogador o fulgor de outrora; além das boas actuações o médio Avex, também tem feito balançar as redes adversárias. O médio encarnado já marcou três golos em cinco jogos efectuados na segunda volta.

Mas, engana-se quem pensa que Avex já está de todo satisfeito com as performances alcançadas. Embora, admita que as coisas estão a correr rápido demais, o jogador garantiu ao JD que ainda precisa de suar mais vezes as estopinhas para manter a titularidade no Benfica de Luanda.
“Até agora tenho estado muito bem, os golos têm aparecido com alguma frequência, isso é muito bom para mim, mas quero continuar a trabalhar para recuperar a minha forma desportiva, porque nos últimos dois anos não joguei com regularidade”, finalizou.

"Ainda é muito cedo para falar do meu futuro"

O contrato de Avex com o 1º de Agosto termina a 31 de Dezembro, mas o atleta garantiu ao JD que os bons desempenhos com a camisola do Benfica de Luanda não visam dar uma bofetada sem mão a ninguém. Quando sugeriu o empréstimo, o agora jogador encarnado em nenhum momento pensou em atingir quem quer que fosse, por conseguinte, ele considera inoportuno falar sobre um eventual regresso ao 1º de Agosto, a permanência por mais alguns anos na formação encarnada, ou então transferir-se para um outro emblema.

“Eu tenho contrato com o 1º de Agosto até 31 de Dezembro. Neste momento ainda sou jogador deste clube. É verdade que estou em fim de contrato, mas ainda é muito cedo para falar do meu futuro, somente quando terminar a época é que vou tomar uma decisão definitiva nesta questão”, tranquilizou Avex.

O JD ainda insistiu com o número três do Benfica de Luanda, se não estava a esconder uma carta na manga, pois este diário flagrou-o em pleno Quartel-General ex-RI-20, local de treino do 1º de Agosto, em conversa com alguns dirigentes militares com particular realce para Álvaro Sansão Queirós, vice-presidente para o futebol, e Carlos Alves, director para o futebol. Alguns antigos colegas aproveitaram a presença de Avex para parabenizá-lo pelo regresso a ribalta, mas houve quem em jeito de brincadeira sugeriu a Carlos Alves para assegurar quanto antes, o regresso do médio, antes que não seja contratado pelo rival Petro de Luanda.

“Estive no RI-20 a regularizar alguns pendentes com a direcção, mas em nenhum momento falamos de uma eventual renovação de contrato. O momento não é o ideal para falar sobre isso, quando a época terminar aí sim, hei-de tomar uma decisão definitiva. Agora só estou concentrado no Benfica de Luanda, não estou em negociações com ninguém”, afirmou de forma lacónica.

Por enquanto, Avex está apenas preocupado em melhorar os seus índices competitivos no Benfica de Luanda. O atleta garantiu que até o término da época, ainda é capaz de fazer mais e melhor, porque nem sequer está a jogar metade do seu futebol. “Eu sempre procuro dar o meu melhor em cada jogo, trabalho sempre com a intenção de atingir melhores performances desportivas. Acho que ainda sou capaz de jogar muito mais”, afirmou o médio do Benfica de Luanda.