Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Aviadores assumem reinado de empates

Augusto Panzo - 01 de Abril, 2017

Polícias dominaram a segunda parte do jogo mas ficaram pela repartição de pontos na abertura da oitava jornada do Campeonato Nacional

Fotografia: Vigas da Purificação

O Atlético Sport Aviação (ASA) continua sem triunfar no Girabola Zap 2017. Ontem voltou a ceder uma igualdade a uma bola diante do Interclube, em partida que marcou o arranque da oitava jornada, disputada à noite no Estádio dos Coqueiros, resultado que coloca os aviadores na condição de \"reis\" de empates nessa fase do campeonato.

A partida começou com o ASA a atacar com muito vigor, ao ponto de criar dissabores à massa associativa do Interclube, mas a falta de discernimento dos seus atacantes fez com que o conjunto tecnicamente orientado por João Machado não chegasse ao golo.

Fazendo jus à velha máxima de \"quem não marca sofre\", foi a equipa do Rocha Pinto quem melhor aproveitamento tirou dessas falhas adversárias, ao abrir o activo aos nove minutos por intermédio de Paty, em gesto de agradecimento a uma grande prenda que lhe foi oferecida pelo central aviador Johnson.

Assustados com o golo sofrido, os pupilos de João Machado acordaram, acreditaram e atiraram-se ao ataque, colocando os \"polícias\" em estado de prevenção, que em nada valeu, porque o ASA acabou por igualar a partida à passagem do minuto 15, através de Bena, com um golo quase cópia do adversário, resultado com que se foi ao intervalo.

De regresso dos balneários, o Interclube inverteu o quadro da primeira parte, controlou e dominou a partida por longos minutos, empurrando os aviadores nos seu sector defensivo, mas sem conseguir violar pela segunda vez as redes contrárias.

Depois desse período de muita pressão, a equipa do bairro Mártires de Kifangondo conseguiu \"estabilizar a aeronave\", ganhou concentração e passou a jogar de igual para igual, tal como se passou no primeiro tempo, mas também não teve força suficiente para voltar a abanar a \"esquadra policial\", o que levou as duas formações a terminarem a contenda numa igualdade a uma bola.

ARBITRAGEM

Quanto à actuação do árbitro Pedro dos Santos, não esteve muito bem no ajuizamento da partida. Abordou muitos lances de forma errada, sobretudo a desfavor do ASA, como foras-de-jogo, assim como na assinalação de cantos e outras infracções, talvez, porque se tratou de um regresso aos campos, depois de muito tempo sem apitar um jogo do Girabola Zap. Por arrasto vai também o seu segundo assistente Domingos Cordeiro, que induziu muitas vezes o seu chefe de equipa em erros.