Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Aviadores esto improdutivos

AUGUSTO PANZO - 14 de Março, 2017

o ASA ter conseguido duas vitrias e trs derrotas at quinta ronda

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Atlético Sport Aviação (ASA) caminha em marcha lenta no Girabola Zap de 2017, ao conseguir apenas três pontos na tabela classificativa, fruto de igual número de empates e duas derrotas, em cinco jogos que já disputou na presente época futebolística.

Apesar de o campeonato encontrar-se na sua fase de arranque, o facto começa a preocupar a massa associativa do clube aviador, visto que as vitórias estão longe do alcance e a situação de estabilidade classificativa tarda a surgir.

A presente crise do ASA em termos classificativos é a pior dos últimos dois anos, compara-se apenas à do Girabola de 2014, ano em que os aviadores somavam um escasso ponto em cinco partidas que havia já realizado.

A estatística aponta que no Girabola de 2016, a formação aviadora tinha conseguido seis pontos em cinco jornadas, número igual aos que obteve no campeonato anterior (2015) no mesmo período em referência.

A diferença entre essas duas temporadas residiu apenas no facto de, no ano passado, o ASA ter conseguido duas vitórias e três derrotas até à quinta ronda, enquanto um ano antes (2015) os aviadores tinham somado apenas uma vitória, três empates e uma derrota.

A equipa está a praticar um futebol razoável, sobretudo no que respeita à capacidade técnica individual, mas mostra muita falta de eficácia no sector defensivo, ao ponto de não aguentar a conservação de vantagem por muito tempo, como tem sido notório nos jogos que já realizou.

A situação já está a inquietar os adeptos, que mesmo ainda na segunda jornada mostraram a sua insatisfação com a equipa técnica e com os jogadores, proferindo insultos a este grupo no final da contenda, que na ocasião foi diante do FC Bravos do Maquis.

A atitude levada a cabo pelos associados do ASA tem sido motivo de reacção do treinador João Machado, que tem vindo a solicitar paciência aos adeptos, por se tratar de uma fase própria que muitas equipas vivem no começo de uma competição, sobretudo agora que os aviadores estão numa etapa de profunda renovação.

Não obstante isso, o ASA continua atrasado em dar alegria aos seus, na medida em que até hoje ainda não conseguiu um triunfo, que no fundo é o principal \"condimento\" para os adeptos de qualquer grémio desportivo que se preze.