Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

"Benfica uma equipa complicada"

Jorge Neto - 09 de Julho, 2016

Treinador-adjunto do grmio militar espera ganhar hoje noite as guias no desafio da 16 jornada do Campeonato Nacional

Fotografia: Domingos Candncia

O técnico - adjunto do 1º de Agosto, Filipe Nzanza, reconhece as dificuldades que a equipa tem pela frente hoje, às 18h00, no estádio 11 de Novembro, no jogo com o Benfica de Luanda, mas não pensa noutro objectivo, que não seja a vitória.
O auxiliar de Dragan Jovic considera o Benfica de Luanda, uma formação difícil de ultrapassar,  está convencido que podem fazer diferente em relação ao jogo da Taça de Angola, ou seja, somar os três pontos.
“Todos nós sabemos que o Benfica é uma equipa complicada, defende bem, joga sempre em contra-ataque, isso, causou-nos  muita dificuldade no jogo da Taça de Angola. Trabalhámos bem durante a semana, para ganhar o jogo, sabemos que vai ser difícil”, disse na  quinta-feira, no ex-RI20, em conferência de imprensa.
De acordo com o antigo médio militar, a preparação foi benéfica e aproveitou para ganhar frescura física, com a paragem que se registou no Girabola Zap, pois como defendeu, “a paragem no campeonato também ajudou para dar mais frescura à equipa e  esperamos que hoje entremos com o pé direito”.
Os militares, segundo Filipe Nzanza, não pretendem abrandar a marcha que levam na liderança do Campeonato Nacional, pelo contrário, aumentar a vantagem é a meta que perseguem na segunda volta da competição.
“Vamos ter sempre o 1ºde Agosto que iniciou a época e  repetir na segunda volta aquilo que fizemos na primeira. Todos sabemos que estamos a lutar para sermos campeões, estamos à frente, com mais cinco pontos do segundo classificado, por isso, vamos fazer tudo para gerir estes pontos e se der para aumentar, melhor ainda, para sermos campeões”, assegurou.
Em relação aos jogadores limitados, Filipe Nzanza analisou da seguinte forma:
“ O Patrick está em recuperação, penso que esta semana é um pouco difícil para ele ser convocado, mas o Diakité e o Vado, são os disponíveis para ocupar a vaga, deixada pelo Dany (Massunguna), por acumulação de cartões amarelos. Um deles, entra e é uma das mudanças que queremos fazer”, disse ao relacionar ainda as ausências de Ary Papel e Paizo, por lesão.

DIAKITÉ
Depois de ficar em branco, na primeira volta do Girabola Zap, o  central Diakité pode fazer hoje à noite, no dérbi com o Benfica de Luanda, a estreia na equipa do 1º de Agosto, em substituição de Massunguna.  O jogador maliano ainda não foi opção da equipa técnica agostina, nesta época, pode finalmente  estrear-se com a camisola rubro -negra, depois de representar no ano passado a formação da águia da capital.
O experiente central é um dos candidatos, tal Vado, a ocupar a vaga de Dany Massunguna, que falha o jogo, por acumulação de cartões amarelos.