Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Benfica assume candidatura ao ttulo

14 de Setembro, 2015

Ivo Campos afirmou que o plantel encarnado est compenetrado e ainda acreditam que podem destronar o campeo em ttulo

Fotografia: jos Soares

O técnico-adjunto do Benfica de Luanda, Ivo Campos, afirmou, no Lubango, Huíla, que a direcção do clube, a equipa técnica e os jogadores almejam conquistar o campeonato nacional, apesar da diferença de cinco pontos em relação ao líder, Recreativo do Libolo, quando faltam ainda cinco jogos para o término na prova.Em entrevista à Angop, para analisar o micro estágio de oito dias que efectuou na cidade do Lubango, aproveitando do interregno que se registou no Girabola, o técnico admitiu que ainda é cedo para "jogar a toalha ao tapete".

O nosso interlocutor disse que o Benfica ainda tem esperança. O que devem fazer é não perder mais pontos, de forma a não comprometer os objectivos que perseguem. “O objectivo geral do Benfica para edição 2015 é a melhoria do terceiro lugar e pensar em conquistar o primeiro título, e é nesta senda que todos vão continuar a trabalhar para que o propósito seja materializado”, realçou.

Quanto ao estágio realizado no Lubango, Ivo Campos disse que o mesmo decorreu como perspectivado, pois, os atletas conseguiram adaptar-se ao clima e outros factores, onde ainda venceram em amistoso o Desportivo da Huíla, por 1-0. Relativamente ao empate diante do Bravos do Maquis, no Moxico, para 25ª jornada do Girabola, a equipa técnico dos encarnados, apesar de na véspera da partida afirmarem que seria uma partida “bastante” difícil, a verdade é que após o termino da contenda, ninguém da formação segunda classifica acedeu falar a imprensa.

O empate foi um autêntico “balde de água fria” que caiu sobre a formação de Luanda. A precisar de pontos para se manter na luta pelo título, a águia foi incapaz de derrotar os maquisardes levando Zeca Amaral a contestar contra a arbitragem, durante e após o final do desafio. Depois de ser eliminado da Taça de Angola pelo mesmo adversário, os encarnados voltaram a ceder pontos no estádio Mundunduleno, um terreno que começa a ser um "calvário" para esta formação Apesar da igualdade, o Benfica de Luanda conserva a segunda posição do campeonato nacional, com 47 pontos, enquanto o Bravos do Maquis é antepenúltimo com 23, na competição liderada pelo Recreativo do Libolo, com 52.