Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Benfica do Lubango em risco de falhar Zonal de Apuramento

Benigno Narciso, no Lubango - 09 de Julho, 2015

Decorrem tambm estudos para a busca de alternativas financeiras para sustentar a participao da equipa na prova

Fotografia: Jornal dos Desportos

A província da Huíla pode falhar este ano, a participação no Campeonato Nacional de Futebol da Segunda Divisão, vulgo Segundona, devido às alegadas incapacidades financeiras dos clubes locais, para suportarem os encargos da presença na prova, que define, anualmente, as três equipas que ascendem ao Girabola.

A provável ausência da província, uma habitual “inquilina” nesta prova, pode efectivar-se nos próximos dias, com o anúncio da direcção do Benfica do Lubango sobre a decisão da participação da equipa ou não na competição.De acordo com informações oficiais, obtidas ontem, no Lubango, de fontes afectas à direcção do Benfica de Luanda, decorrem  alguns esforços para se encontrar soluções dentro dos próximos dias, ainda que de forma atrasada, soluções necessárias para a inscrição da equipa junto da Federação Angolana de Futebol (FAF).

A esses esforços, segundo algumas fontes, decorrem também estudos para a busca de alternativas financeiras para sustentarem a participação da equipa na prova. “O grande empecilho com o qual nos debatemos, até agora, é o de carácter financeiro. Há limitações neste campo”, considerou a fonte. “Estamos a efectuar análises para avaliar e fazer de forma cautelosa o enquadramento do que se pode ter com os encargos, que podemos suportar com a participação da equipa na prova. De imediato, temos pouco tempo, negociar a inscrição da equipa, tudo para os próximos dias. Não temos muito tempo”, acrescentou.

A fonte, que se mostrou reservada para revelar mais detalhes sobre os esforços a serem encetados na “corrida contra o tempo”, pelo facto de se ter já efectuado o sorteio da série “B” em que a equipa vai estar inserida, disse que os próximos dias vão ser determinantes pelo que tudo se faz para o êxito das acções em curso.

Com a formação do Clube Desportivo da Huíla a competir no Girabola, o Benfica do Lubango afigura-se como o único clube local a representar a Huíla no Zonal de Apuramento, pelo que, em caso de  não participação, a província  vê-se privada de competir na prova.O Benfica do Lubango competiu no Girabola do ano passado, foi despromovido para a Segunda Divisão, devido aos maus resultados “causados” pela incapacidade financeira que limitou a criação das condições necessárias à volta dos atletas e da equipa técnica para que pudessem efectuar uma época que culminasse no mínimo com a manutenção da equipa na prova maior do futebol nacional. Tal não aconteceu e a equipa acabou despromovida.

HUAMBO
Atletas do Petro
reforçam o JGM


O guarda-redes Tainho, os laterais Lobato e Yosi, o defesa central Xassi, os médios Gudy, Fidjei e Paixão, ex -Petro do Huambo, são os reforços do plantel do Desportivo JGM, da província do Huambo, que este ano vai competir, pela primeira vez no Torneio de Apuramento ao Girabola.Ao confirmar, terça-feira, à Angop, o director geral do JGM, Pedro João Kaquinda, explicou, que o Lobato, o Yosi e  o Gudi foram emprestados pela direcção dos “alvi -negros”, com quem estão vinculados, contratualmente, ao passo que os demais passam a ser atletas do JGM, depois de terem sido dispensados pelo clube anterior.

O dirigente disse, que os reforços assinaram contratos válidos até ao final da época, com mais uma de opção, caso o rendimento dos mesmos justifique, à excepção dos futebolistas cedidos pelo Petro do Huambo, cujo vínculo com o JGM expira no final do ano.Pedro João Kaquinda disse, que além destes, o plantel é constituído por jovens futebolistas locais, com idades entre os 18 e 23 anos, formados no clube, alguns dos quais disputaram campeonatos nacionais de juvenis e juniores nos últimos três anos, depois de vencerem as provas locais nas respectivas categorias.

Por ser o ano de estreia, o director geral do JGM afirmou, que o clube vai apenas participar sem qualquer ambição de ascender à I divisão, garantiu estarem reunidas as condições materiais e financeiras para uma participação tranquila.Pedro João Kaquinda disse também, que o plantel vai ser orientado, tecnicamente, por Patrick João Kódia, que já exerceu as mesmas funções no Benfica do Huambo, na II divisão, Recreativo da Caála e Benfica do Lubango, na I divisão.