Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Benfica vence Acadmica do Lobito e lder provisrio

Jorge Neto - 16 de Maio, 2015

Savan e Adawa marcaram ontem os golos da vitria formao treinada por Zeca Amaral na abertura da 13 jornada do Girabola 2015

Fotografia: M. Machangongo

Os três pontos conseguidos ontem pela equipa do Benfica de Luanda, na vitória por 2-0, sobre a Académica do Lobito, permitiu a equipa da águia ocupar, ainda que à condição, a liderança do Girabola 2015. Os golos de Savané e Adawa, o segundo de penálti, confirmaram o triunfo suado dos benfiquistas, num jogo em que árbitro Airton Carmelino foi contestado pelo técnico dos estudantes.

Tal como se previa, a equipa da casa entrou a "asfixiar" os visitantes. Ou seja, as águias fustigaram o último reduto dos estudantes, não dando espaço para que estes os mostrassem o seu futebol habitual. Dada a pressão que se fazia sentir, o golo inaugural chegou cedo, com a pontaria do médio Savané, aos 11´, terminando em grande, numa jogada que teve a colaboração de Hélio e Fabrício.

Após o golo, os benfiquistas não recuaram, pelo contrário, assumiram o desafio, tendo como objectivo a baliza dos estudantes que tinham imensas dificuldades para sair com a bola controlada. Parecia que os encarnados da capital queriam resolver o jogo o mais rápido possível. Na equipa do Benfica destacava-se o médio Hélio que regressou à titularidade, depois de na deslocação ao Libolo ter começado no banco de suplentes.

Enquanto os pupilos do técnico turco-alemão Ekrem Asma procuravam encontrar-se em campo, os comandados de Zeca Amaral carregavam no acelerador, com um jogo ofensivo bastante forte, dominando em todos os sentidos do desafio. O segundo golo parecia uma questão de tempo, face a pressão exercida aos estudantes, pois o jogo só tinha um único sentido.

Quando faltavam dez minutos para o intervalo, os jogadores da Académica do Lobito despertaram e equilibraram o desafio, com jogadas ofensivas que preocupavam os centrais do Benfica de Luanda. Só assim, os benfiquistas passaram a ter mais cautelas defensivas, baixaram um pouco a sua pressão no ataque para sair mais rápido ao contra-ataque.

No reatamento se esperava mais dos visitantes, do mesmo modo que a equipa da casa, que tinha como obrigação manter a vantagem no marcador e, se possível, mais um golo, pois estudantes voltaram com outra disposição, em busca da igualdade, levando o perigo à baliza defendida por Elber.
O desafio ganhou mais emoção com a subida no terreno dos estudantes que entraram para o segundo tempo com a lição bem estudada. Após Zeca Amaral fazer as duas primeiras substituições, uma delas com o central Debele por lesão, foi a vez de Ekram Asma lançar em campo o polaco Yassic, que mal entrou, rematou tendo a bola roçado o travessão.

Todavia, apesar de arriscar tudo o que podia para tentar chegar ao empate, os estudantes não conseguiram derrubar a consistência defensiva dos benfiquistas que fizeram jus a sua maior experiência.  Já ao cair do pano, Adawa, aos 90´, acabou com as esperanças da Académica do Lobito ao marcar um penálti, por falta cometida a Mariano. 

SAGRADA ESPERANÇA
Zoran Macki elogia
motivação do grupo


O técnico da equipa do Sagrada Esperança da Lunda Norte, Zoran Macki, afirmou que os seus atletas estão com o moral alto e com bom nível de confiança, com vista à obtenção de uma vitória, hoje à tarde, no estádio Mundunduleno, no Luena, diante do FC Bravos do Maquis, em jogo da 13ª jornada do Girabola 2015. Em entrevista ontem aos jornalistas, no Dundo, na antevisão ao encontro, o técnico  disse que o seu conjunto está tranquilo e disposto para lutar por um resultado satisfatório.

“Os jogadores apresentam um bom aspecto, fruto dos resultados positivos proporcionados nas últimas três jornadas (duas vitórias e um empate). Isto, dá confiança e tranquilidade, por isso, há muita moralização para discutir por uma vitória”, sublinhou. Zoran Macki afirmou, que o seu plantel tem jogadores experientes e possui condições condignas para encarar todos os desafios de igual para igual, sublinhou que o Sagrada Esperança é uma equipa competitiva, pratica um bom futebol e é bem apoiada pelos adeptos. A última sessão de treinos, realizada na manhã de ontem, nos seu estádio, baseou-se entre outros aspectos, na finalização, através de bolas paradas e marcação de grandes penalidades.

Para o encontro da 13ª jornada, os diamantíferos não vão contar com os préstimos dos defesas Hernâni e Lula, aquele está  lesionado e este cumpre castigo federativo por acumulação de cartões amarelos. O Sagrada Esperança ocupa a oitava posição, com 15 pontos, menos um que o seu adversário, no sétimo posto.

OPNINIÂO DOS TÉCNICOS
"Vitória justa"

 
"É uma vitória justa e sofrível. Foi um jogo difícil e ganhámos sem tirar o mérito a equipa da Académica do Lobito que soube criar dificuldades. Penso que criamos algumas situações de perigo e conseguimos finalizar. Valem os três pontos que somamos, mas penso que podíamos ter sofrido menos, se concretizássemos as oportunidades que tivemos durante o jogo".

Zeca Amaral
BENFICA


"Árbitro falhou"

 
"Entramos mal no jogo e quase no fim da primeira parte, conseguimos equilibrar o desafio e até criarmos algumas situações para marcar. Quero dizer que o árbitro falhou, porque fez um trabalho negativo e assim o futebol angolano não vai para frente. Todos viram que o segundo golo surge de uma situação irregular e quando assim é, o futebol angolano fica a perder".

Ekrem Asma
ACADÈMICA