Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Benfica vence Recreativo da Cala

Betumeleano Ferro - 19 de Março, 2016

Benfica de Luanda alcanar a terceira vitria consecutiva no Girabola ZAP

Fotografia: Santos Pedro

O habitual serviço mínimo, vencer por 1-0, permitiu ontem ao Benfica de Luanda alcançar a terceira vitória consecutiva no Girabola ZAP, curiosamente todas elas obtidas com golos do avançado Amido Baldé.

O inevitável avançado usou de bastante imaginação no lance que sentenciou a partida, disputada no 11 de Novembro, diante do Recreativo da Caála, aos onze minutos, confirmou a altitude do voo das águias no campeonato nacional.

Antes de retirar o primeiro zero do marcador, o prolífico atacante tinha avisado com que propósito estava em campo. O jogo não tinha como ter tendência, afinal estavam decorridos apenas 2', quando o remate de Baldé foi desviado para canto, o que deixou o guarda-redes Carlos irritado.

O avançado encarnado, apesar do aviso a defesa contrária fez ouvidos de mercador o que veio a verificar-se minutos depois, quando um dos defensores amorteceu a bola para o atacante guineense se isolar e marcar o único golo do jogo. A vitória do Benfica não sofre qualquer tipo de contestação. Aceita-se que não fez uma exibição memorável, mas teve sempre o jogo sobre controlo, tanto é assim que o CR Caála esteve poucas vezes com a 'mão na massa' em campo.

Os encarnados até poderiam ter saído do jogo com uma vitória menos apertada, pois, tiveram outras oportunidades de golo, que no entanto, não foram concretizadas. Amido Baldé e Bena, entrou na segunda parte, não tiveram pontaria afinada para alterar o que já estava feito.

A Caála nunca conseguiu obrigar o Benfica de Luanda a defender muito próximo da sua área, mas saiu do 11 de Novembro com motivos de queixa contra do guarda-redes Fernando, cujas defesas, duas pelo menos, impediram os caalenses de marcar na partida.