Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Beto Bianchi contra jogo antecipado

Paulo Caculo - 31 de Maio, 2016

Tricolores foram prejudicados com jogo de antecipao segundo o treinador Bianchi

Fotografia: M.Machangongo

O treinador do Petro de Luanda, Beto Bianchi, considera que o Petro de Luanda foi o grande prejudicado no jogo de antecipação para a 15ª jornada, entre as equipas do Recreativo do Libolo e do Desportivo da Huíla, a requerimento do conjunto de Calulo por ter agendado um curto estágio em Portugal na esteira do interregno que se observa no Girabola Zap 2016, devido ao compromisso da Selecção Nacional.

O responsável técnico do conjunto tricolor falava em declarações à imprensa na habitual conferência de antevisão aos jogos, fez questão de sublinhar não ter recebido com agrado a notícia sobre a antecipação do desafio entre libolenses e huilanos, cuja justificação não representa na óptica do hispano -brasileiro, ser suficiente para a Federação Angolana de Futebol (FAF) aceitar o pedido da realização da partida, antes da data prevista.

"Não estou de acordo com a antecipação do jogo do Libolo. Desde que estou no futebol  nunca vi isso antes, mas infelizmente aconteceu", disse Beto Bianchi, visivelmente agastado com o sucedido.

"Entendo que o Libolo olhou para o lado deles, defendeu o seu interesse, mas tem outras equipas que lutam pelo topo da classificação e sentem-se prejudicadas. Sinto que a minha equipa foi prejudicada", acrescentou.

Segundo ainda o treinador do Petro, situações do género devia-se ter sempre em atenção as incidências que advenham desta antecipação de jogos, sobretudo, quando pode influenciar directamente a discussão dos lugares de acesso à liderança do campeonato, como é o caso da concorrência à segunda posição do campeonato.

Os tricolores ocupam a terceira posição da tabela de classificação, com 24 pontos, mas em caso de vitória voltam a alcançar o Libolo, no segundo lugar com 27 pontos.

A concorrência é intensa e o conjunto do Eixo -Viário não deseja perder de vista a perseguição ao líder 1º de Agosto, com quem joga na jornada 15ª, por sinal a ronda já disputada pela formação de Calulo.

Do discurso e inquietação manifestada por Beto Bianchi ficou evidente, o facto da pressão estar do lado do Petro, que esteve obrigado como aconteceu, a vencer o Benfica de Luanda.

LUTA PELO TÍTULO
Tricolores próximos dos militares


O 1º de Agosto é o próximo adversário do Petro de Luanda no campeonato. O jogo entre militares e tricolores, agendado para a segunda semana de Junho, marca o desfecho da primeira volta do Girabola Zap 2016.

Os quatro pontos que separam os tricolores dos militares, agradam ao técnico Beto Bianchi que já manifestou o desejo de chegar à 15ª jornada, com uma curta diferença pontual em relação ao crónico rival.

O hispano -brasileiro mostrou-se no domingo no final da vitória frente ao Benfica de Luanda visivelmente feliz com a concretização deste propósito, sublinhou o facto do triunfo permitir  a aproximação ao 1º de Agosto, e deixou ainda boas perspectivas de redução da desvantagem pontual, no caso de vitória no dérbi da jornada.

"Estamos satisfeitos.  O ideal era chegar  ao jogo com o líder, com menos diferença de pontos, e conseguimos. O ideal era se a diferença fosse apenas de três pontos, mas estamos felizes por mais este triunfo", disse Beto Bianchi no desfecho da partida com as águias.

O técnico do Petro encara, por outro lado, o desafio com o líder do campeonato com grande optimismo. Considera o 1º de Agosto uma equipa forte e altamente competitiva, mas deixa claro que não é imbatível.

"O nosso objectivo é continuar a fazer bons jogos. Penso que a pressão está do lado do 1º de Agosto, porque é o líder do campeonato e é a equipa que fez mais contratações. Nós vamos fazer o nosso jogo", disse.

DÉRBI
Vitória eleva
moral do grupo


A vitória do Petro de Luanda sobre o Benfica de Luanda, por 2-0, domingo  para o fecho da 14ª jornada do Girabola Zap 2016, dá motivação aos tricolores para o duelo da 15ª e última ronda da primeira volta do Campeonato Nacional, diante do líder 1º de Agosto, no dia 11 de Junho, no Estádio 11 de Novembro.

O treinador Beto Bianchi reconhece que os três pontos conquistados ao Benfica de Luanda são tão importantes para aspirações do Petro de Luanda, permitem aproximar-se aos dois primeiros da tabela de classificação - 1º de Agosto (31) e Recreativo do Libolo (30).

Com base nisso, de acordo com o treinador tricolor, chegar ao dérbi com uma vantagem reduzida de quatro pontos,  motiva ainda mais a equipa para o duelo com os militares no fecho do primeiro turno do campeonato.

Beto Bianchi reconheceu não ser fácil o duelo com as águias, uma vez que o grupo às ordens de Zeca Amaral atravessa um mau momento no campeonato, o que  provocou instabilidade no conjunto, sobretudo no segundo turno. Mas para ele, o importante foram os três pontos que deram outro alento à equipa.
Beto Bianchi lamentou a ordem de expulsão que receber do árbitro internacional Hélder Martins, o que faz com que não esteja no banco de suplentes no principal dérbi do campeonato.

Os golos da vitória que colocaram o Petro de Luanda com uma diferença de quatro pontos sobre o líder 1º de Agosto (31-27) foram marcados por Manguxi e Diógenes, aos 6 e 19 minutos, ambos de cabeça.

PC