Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Bianchi descarta facilidades

Edvaldo Lemos - 26 de Janeiro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

O técnico do Petro de Luanda, Beto Bianchi, lamenta a ausência do médio ofensivo Toni, no jogo desta tarde na vista a Académica e admitiu,  que a sequência de jogos começa a fazer-se sentir em alguns jogadores e por conseguinte no plantel.
Ao  jogador que contraiu a lesão no jogo de acerto à 13ª jornada frente ao Santa Rita de Cássia, junta-se o seu colega Alem, aos indisponíveis na deslocação ao Lobito. A boa nova no plantel tricolor é a integração de Herenilson 
No lançamento da partida de mais logo, em conferência de imprensa realizada  ontem,  no complexo desportivo Demóstenes de Almeida \"Catetão,  o treinador disse que \"a maioria dos atletas estão a realizar jogos seguidos e começa-se a sentir  o desgaste físico e psicológico, pois,  o calendário está muito apertado para nós\", referiu.
O médico do clube, Nelson Bolivar, reforçou a posição do hispano -brasileiro e revelou estar preocupado com o curto tempo de repouso do plantel. \"Os protocolos dizem, que uma lesão no tornozelo do grau 2, deve levar duas semanas para a recuperação total do atleta\", esclareceu.
Beto Bianchi disse estarem montadas as peças, para contrariar a relativa vantagem da Académica do Lobito, pelo factor casa. \"Alguns conceitos tácticos estão preparados, depende muito do nosso adversário, a sua forma de jogar e os seus pontos fracos\", avançou.
Adiantou que o adversário pode ter os problemas que tem, mas não vai desvalorizar o jogo. \"Por mais problemas ou falta de salário, o jogador  transformam-se  quando jogam com a camisola do seu clube\", admitiu que nunca foi fácil jogar com a Académica.