Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Bianchi enaltece potencial do plantel

Edvaldo Lemos - 03 de Novembro, 2018

Petrolferos confiantes em resultado positivo na recepo ao adversrio

Fotografia: Kindala Manuel | Edies Novembro

A estreia do médio atacante Vá, num jogo oficial com a camisola do Petro de Luanda, as ausências dos ghanenses, são destaques no plantel orientado por Beto Bianchi para o jogo desta tarde, às 17h00 no Estádio dos Coqueiros, diante do Cuando Cubango FC.
O técnico dos tricolores reconheceu, em conferência de imprensa, que o favoritismo recai para a sua equipa, mas adverte ser necessário provar em campo. Realçou que trabalharam para vergar o seu oponente.
Destacou, que a equipa está moralizada, neste momento é um plantel competitivo, em função dos jogadores que constituem o grupo de trabalho. \"Os atletas que tenho, são para mim os melhores do mundo. É lógico, que gostaríamos de ganhar todos os jogos, mas devemos respeitar os rivais\", avançou.
A integração de Vá deixa o treinador satisfeito, lamenta o facto da ausência dos contratados ghanenses, Musah, por motivo de lesão e Mensah, por acção administrativa, não podem fazer parte da equipa neste jogo da segunda jornada.Motivado com o desempenho dos seus atletas, Beto Bianchi garante que tudo vai fazer para não perder os jogos em casas, se perder não vai dar facilidades aos adversários, já que têm de provar em campo que são superiores \"A equipa é a imagem do treinador e nunca gostei de perder, mesmo quando era jogador, reconheço que existem várias maneiras de perder. Pode-se perder o jogo, mas sem dar de presente ao adversário\", fundamentou.
Beto Bianchi considera o Tó Carneiro um bom atleta, argumentou que apesar de ter uma boa técnica, \"precisa de conhecer melhor a filosofia do treinador, mudar alguns conceitos como movimentos ofensivos e defensivos quando tem a bola e o que deve fazer\", avaliou.
Revelou, que para o jogo de sábado, tem já uma base na cabeça, dado o facto da maioria dos jogadores estarem juntos à mais de três anos, o que facilita a formação de um onze forte e capaz de corresponder com os objectivos. 
\"Eles devem aproveitar as oportunidades. Ninguém pode dormir, pois, sabem que devem dar o máximo, para não termos margem de erro\", apelou confiante numa boa exibição.